Topo

Copa do Mundo Feminina - 2019


Cristiane pede trabalho e apoio a longo prazo: "não só em Copa e Olimpíada"

Jardiel Carvalho/UOL
Cristiane durante desembarque da seleção feminina Imagem: Jardiel Carvalho/UOL

Diego Salgado

Do UOL, em Guarulhos (SP)

2019-06-25T08:08:52

25/06/2019 08h08

A atacante Cristiane reforçou, durante desembarque em São Paulo após a participação na Copa do Mundo Feminina, o pedido de Marta por um trabalho a longo prazo para renovação da seleção feminina. Na avaliação da jogadora, é preciso olhar com carinho para a base, já que a sua geração está dando os últimos passos.

"Tem de correr atrás. Mesmo que leve um tempo para renovação da seleção, precisamos de um trabalho a longo prazo. Não dá para fazer em pouco tempo. Dar continuidade com a sub-20, com a sub-17... As meninas pouco jogaram nesse ano, se for olhar a sub-20 está parada, precisa dar continuidade à modalidade, ter uma renovação. Esse ano foi a minha última Copa e o próximo ano será a última Olimpíada", disse.

Triste pela eliminação nas oitavas de final com derrota para a França, Cristiane disse que o carinho recebido na chegada ao Brasil mostra o reconhecimento pelo esforço durante a Copa. Porém, ela ressaltou que, assim como o trabalho, o apoio da torcida e até mesmo a cobrança também precisam ser contínuos, não se limitando às principais competições.

"Fica uma tristeza pela eliminação, imaginamos e sonhamos outra coisa, mas conseguimos ganhar todo o carinho das pessoas e finalmente, de repente, o reconhecimento. Espero que não seja só na Copa e na Olimpíada, que vocês também nos encham nos próximos anos, de forma positiva", disse.

"São dois anos, na Copa e Olimpíada, nos quais as pessoas acabam acompanhando mais, a mídia fica em cima. A partir do terceiro ano é que vamos ver como as coisas vão ser, se vai ter continuidade", completou.

Na mesma linha que Cristiane, Andressa Alves disse que o apoio tem que permanecer nos próximos anos. Ela acredita que, dentro de campo, a Olimpíada de Tóquio, em 2020, pode ser uma boa oportunidade para a seleção voltar ao país com uma conquista.

"Demorou muito para acontecer, mas chegou o momento. Mas as pessoas têm que continuar apoiando porque mostramos do que o futebol feminino é capaz", disse Andressa Alves sobre a recepção.

"Acho que cada vez mais temos que nos preparar melhor e, na Olimpíada, temos outra chance de chorar no começo e sorrir no final, e a gente espera sorrir no final", completou.

Mais Copa do Mundo Feminina - 2019