Topo

Copa do Mundo Feminina - 2019


"Minha expectativa é pela permanência", diz Vadão no desembarque da seleção

Diego Salgado

Do UOL, em Guarulhos (SP)

2019-06-25T09:07:06

25/06/2019 09h07

O técnico Vadão disse na manhã de hoje que a sua expectativa é pela permanência no comando da seleção brasileira feminina. A declaração foi dada no desembarque de parte da delegação, no aeroporto de Guarulhos, após a eliminação para a França nas oitavas de final da Copa do Mundo.

"Nada foi conversado. A gente viajou ontem. Com calma, como é a CBF, que não se precipita em nada, sempre muito ponderada, as decisões serão tomadas. Com muita calma e tranquilidade. Vamos esperar para ver o que vai acontecer", disse o treinador.

"A minha expectativa é sempre pela permanência. Quando assumimos o compromisso pela segunda vez, sempre tem um ciclo. O ciclo do Mundial e da Olimpíada. Mas, em virtude de uma série de coisas, temos de esperar. Mas, de qualquer forma, estou sempre otimista. Cabe à direção entender até que ponto é válido ou não", completou Vadão.

O técnico recebeu muitas críticas durante a campanha da seleção brasileira na Copa do Mundo. No desembarque, que contou com o apoio de mais de 100 pessoas no aeroporto, a saída dele chegou a ser pedida em duas oportunidades. Ao aparecer no saguão, porém, ele não foi vaiado - apenas se fez silêncio no momento.

"Nunca me sinto ameaçado, é um trabalho nosso, futebol é isso aí. Não tenho nenhum tipo de compromisso com a CBF que me prenda, tipo contrato, multa, nada disso. Viemos aqui servir o Brasil, servir a seleção brasileira. Estamos preparados para qualquer tipo de decisão. Em nenhum momento me senti ameaçado, pelo contrário. Sempre tive apoio da CBF e agradeço, porque no momento mais difícil que passamos, nos amistosos, a CBF nos garantiu no Mundial", afirmou o treinador, que até vê com bons olhos a pressão.

"É muito bom isso, porque o futebol feminino nunca teve esse calor que está tendo agora. É um momento muito importante, e as decisões têm de ser tomadas com muita seriedade para que isso tenha continuidade. Nunca o feminino teve tanta mídia e influência como agora. Independentemente de qualquer coisa, qualquer decisão que seja tomada será uma decisão consciente", ressaltou.

Vadão ainda falou sobre o jogo que eliminou o Brasil na Copa. Ele lamentou a chance perdida pela equipe brasileira quando o placar apontava 1 a 1. A França, anfitriã do torneio, marcou o segundo gol minutos depois e evitou uma decisão nos pênaltis.

"Copa do Mundo é uma competição que é mata-mata depois da primeira fase. Um jogo só. Perdemos para a França, mas tivemos uma oportunidade muito grande na prorrogação. Depois, infelizmente, levamos um gol de bola parada. O balanço técnico foi bom", frisou Vadão.

Mais Copa do Mundo Feminina - 2019