Topo

Futebol


Com pressa para definir futuro, Neymar vai a Paris reforçar desejo de sair

Neymar durante evento Neymar Jr
Neymar durante evento Neymar Jr's Five 2019 Imagem: divulgação/Red Bull

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

13/07/2019 19h51

Neymar parece mesmo decidido a deixar o PSG. O atacante viaja a Paris amanhã (14/07) e vai se reunir com o diretor esportivo do clube, Leonardo, na segunda-feira para falar sobre o seu futuro. O UOL Esporte apurou que na conversa o jogador vai ressaltar a sua vontade de deixar o time e de não participar da pré-temporada com o restante do elenco. O estafe do jogador, no entanto, nega.

Neymar já disse a Leonardo na semana passada que não gostaria de continuar no Paris. No entanto, o contato havia sido apenas por telefone. O jogador também não quer se reintegrar ao grupo para fazer a preparação para o período 2019/2020 para evitar um desgaste com os outros jogadores, já que agora todos estão cientes sobre os planos do brasileiro.

O atacante não quer repetir o mesmo cenário de dois anos atrás quando estava prestes a deixar o Barcelona e gerou um clima ruim no grupo. Na ocasião, ele viajou para os Estados Unidos com a delegação catalã e acabou ficando em uma saia justa pressionado pela diretoria e pelos próprios jogadores do Barça.

Além disso, agora Neymar ficaria isolado do restante do grupo sem a presença de seus colegas mais próximos. O lateral direito Daniel Alves acaba de deixar o clube, enquanto os zagueiros Marquinhos e Thiago Silva ainda não se apresentaram porque estão de folga após disputarem a Copa América com a seleção brasileira.

Apesar de parecer convicto em sua decisão, Neymar tem um grande problema a resolver. O PSG ainda não tem uma proposta oficial para o jogador. O Barcelona chegou a fazer contatos, mas em nenhum momento apresentou algo concreto. Além disso, o clube acaba de contratar o atacante Antoine Griezmann preenchendo uma vaga no setor.

Neymar tem pressa para definir seu futuro. Mas enquanto isso, terá que cumprir as suas obrigações no PSG, apesar de já ter desrespeitado uma ordem do clube. O atacante não se apresentou com o restante do grupo na última segunda-feira (8). Os jogadores que não estavam com seleções nacionais já começaram na última quarta-feira a treinar no campo do CT do clube, em Saint-Germain-en-Laye, cidade que fica a cerca de 30 quilômetros do centro de Paris.

O PSG demonstrou publicamente sua insatisfação com a atitude de Neymar e divulgou uma nota oficial dizendo que tomará as medidas cabíveis. "O Paris Saint-Germain constatou que o jogador Neymar Jr não apareceu na hora e no local combinados, sem ter sido previamente autorizado pelo clube. Paris Saint-Germain condena esta situação e tomará as medidas apropriadas resultantes dela", dizia o documento.

Neymar respondeu o clube por meio de sua assessoria de imprensa afirmando que se apresentaria no dia 15 de julho e atribuiu a ausência aos eventos comerciais e institucionais do atleta no Brasil. Em um breve comunicado, disse que o clube havia sido informado sobre os compromissos.

Um dos eventos citados por Neymar é o Neymar Jr's Five, campeonato de futebol amador que reúne times de mais de 40 países. Hoje (13/07), o jogador esteve presente na premiação que acontece em seu instituto em Praia Grande-SP e participou de jogos festivos contra as equipes vencedoras nas categorias masculina e feminina. Neymar, no entanto, não atendeu a imprensa e não falou sobre o seu futuro.

O estafe do atleta também tem optado pelo silêncio. Há a preocupação de não irritar o presidente Nasser Nasser Al- Khelaïfi. A proximidade do pai do jogador com o dirigente sempre facilitou o trato privilegiado que o brasileiro teve no clube. Em seu entorno ainda há a esperança de sensibilizar o mandatário para uma transferência, embora ele já tenha se posicionado de maneira dura contra jogadores não comprometidos com o projeto do clube.

Mais Futebol