Topo

Futebol


Vasco vence o Goiás e se afasta da zona de rebaixamento do Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

11/08/2019 20h58

Neste domingo (11), Goiás e Vasco se enfrentaram no estádio Serra Dourada, às 19 horas, para fazerem o último jogo do dia pela 14° rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Em uma partida bastante truncada, a equipe carioca venceu por 1 a 0, gol de Marcos Júnior, e se afastou da zona de rebaixamento pela primeira vez nesta edição do principal torneio nacional. Esse foi o primeiro triunfo do clube cruz-maltino jogando fora de casa nesta edição do Brasileirão, fato que dá cada vez mais ânimo ao grupo e torcedores para o restante da temporada.

Com o resultado, o Vasco consegue três pontos importantes na briga para fugir do rebaixamento, pois neste momento o clube carioca está a seis pontos do Cruzeiro, 17° colocado na tabela de classificação. Já pelo lado do Goiás, o momento é de muita incerteza, já que o clube brigava pelo G6 e agora vê a zona de descenso cada vez mais perto.

Na próxima rodada, o Vasco não deverá ter vida fácil já que fará o clássico diante do Flamengo, no dia 17, sábado, às 19 horas, no estádio Mané Garrincha, enquanto o Goiás jogará fora de casa, contra o Bahia, no dia 18, domingo, às 16 horas, na Arena Fonte Nova.

QUEM FOI MELHOR: YAGO PIKACHU

O camisa 22 do Vasco é um dos jogadores mais regulares do elenco e, novamente, foi fundamental para que o clube terminasse a rodada do Brasileirão com uma pontuação maior que a anterior. Além de fazer o crorta-luz para que a bola chegasse "limpa" para Marcos Júnior fazer o gol, o meia ditava o ritmo do ataque carioca e era um dos mais acionados quando algum companheiro de equipe tinha a posse de bola.

QUEM FOI PIOR: SISTEMA DEFENSIVO DO GOIÁS

Um dos grandes problemas do Goiás nesta edição do Campeonato Brasileiro é a sua defesa, que toma muitos gols e cede muito espaço para os ataques adversários. Na partida de hoje o erro foi o mesmo, tanto que Marcos Júnior teve enorme liberdade e tempo para abrir o placar (sem falar que tinha mais gente do Vasco livre na hora que o meia recebeu a bola na entrada da área).

ATUAÇÃO DO GOIÁS

O começo de partida da equipe Esmeraldina foi bem positivo, com o time tendo a posse de bola e propondo o jogo no campo de defesa do Vasco. No entanto, a falta de criatividade para quebrar a sólida "barreira" cruz-maltina dificultou a vida dos donos da casa, que davam muito espaço no meio-campo e sobrecarregavam o sistema defensivo.

O segundo tempo deixou ainda mais evidente a ausência de qualidade do Goiás no ataque, com o clube goiano não conseguindo chegar ao gol defendido pelo arqueiro Fernando Miguel.

ATUAÇÃO DO VASCO

O time carioca apresentou o mesmo estilo de jogo desde que Vanderlei Luxemburgo assumiu o comando da equipe: marcação muito forte, meio-campo intenso e velocidade nos contra-ataques. Com isso, o Vasco conseguiu dificultar a vida do Goiás, que propunha o jogo constantemente, e marcar o gol logo no primeiro tempo, depois de boa trama coletiva pelo lado direito do ataque.

HISTÓRIA DO JOGO

O jogo começou bem equilibrado, com o Goiás propondo mais o jogo, porém com o Vasco marcando bem e partindo em contra-ataque nos momentos em que o time da casa oferecia espaço. Até os quinze minutos iniciais, nada de perigo para os dois goleiros, muito pelas defesas sólidas do que pela falta de vontade, pois os dois times se movimentavam muito bem e buscavam o jogo.

O primeiro grande lance da partida aconteceu aos 17 minutos, quando Talles cortou para o meio e bateu forte no canto esquerdo, obrigando o goleiro Tadeu a fazer uma excelente defesa. Quatro minutos depois, veio o gol do Vasco. Depois de receber um bom passe na entrada da área, Marcos Júnior bateu com força, cruzado, sem qualquer chance para o arqueiro goiano.

No segundo tempo, o Vasco teve uma grande chance de ampliar o placar, porém o atacante Thalles chutou muito fraco, após a bola ficar livre para ele, de rente para o goleiro Tadeu. Depois da chance perdida, o jogo ficou ainda mais truncado e as chances claras de gol ficaram cada vez mais raras.

Com isso, o Vasco conseguiu se manter sólido defensivamente e neutralizar a saída rápida dos atacantes do Goiás, que naquele momento já estavam bastante exaustos e sem muito poder de reação. Os donos da casa até tiveram chances de empatar, principalmente aos 39 minutos, quando Rafael Moura cabeceou por cima do gol depois de ótimo cruzamento pela direita.

TORCIDA

A torcida do Goiás compareceu em peso no Serra Dourada, apoiando a equipe desde o início. Com a chegada do novo técnico e com possibilidades de encostar no G6 do Campeonato Brasileiro, os fãs da equipe goiana fizeram o possível para que o resultado viesse diante do Vasco da Gama. No entanto, não foi apenas os esmeraldinos que apareceram, já que uma parte do local contava com a presença de fanáticos vascaínos, que também cantaram sem parar e deram força ao grupo cruz-maltino.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 x 1 VASCO

Campeonato Brasileiro - 14ª rodada
Local:
Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Auxiliares:Jorge Eduardo Bernardi e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins, Jonathan Benkenstein Pinheiro e Jose Eduardo Calza (RS), observado por Marcos Andre Gomes da Penha (ES)
Cartões amarelos: Léo Sena, Kayke e Geovane (Goiás); Marcos Júnior, Yago Pikachu e Lucas Mineiro (Vasco)
Cartão vermelho: Marrony (Vasco)
Público e renda: 12.638 presentes e 14.529 pagantes; R$ 365 mil
Gol: Marcos Júnior, aos 21 minutos do primeiro tempo (Goiás)

Goiás: Tadeu; Daniel Guedes (Kevin), Yago, Fábio Sanches e Jefferson; Geovane (Rafael Moura), Léo Sena e Giovanni Augusto; Michael, Kayke e Leandro Barcia (Rafinha). Técnico: Ney Franco

Vasco: Fernando Miguel; Raúl Cáceres, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Richard (Fellipe Bastos), Raul e Marcos Júnior (Lucas Mineiro); Yago Pikachu, Marrony e Talles (Lucas Santos). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Mais Futebol