Topo

Flu oferece pouco e vê dificuldades para renovar com artilheiro colombiano

Yony comemora um de seus 15 gols em 2019: Fluminense tenta renovar com colombiano -     Thiago Ribeiro/AGIF
Yony comemora um de seus 15 gols em 2019: Fluminense tenta renovar com colombiano Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/08/2019 04h00

O Fluminense tenta uma nova investida para renovar o contrato do colombiano Yony González, artilheiro da equipe no ano com 15 gols. O acordo, entretanto, está bem longe de acontecer. O Tricolor tenta uma composição para diluir as luvas pedidas pelo atacante durante o contrato, o que não agrada o jogador. Além disso, a proposta feita pelo presidente Mario Bittencourt teve números bem aquém do que o atleta deseja.

Ainda na gestão Pedro Abad, o Flu iniciou conversas para renovar o vínculo com Yony, que tem contrato com o clube até o fim de 2019. A ideia, inicialmente, era ampliar o contrato por mais três anos, com grande valorização salarial. Apesar de ter considerado a proposta satisfatória, o colombiano, insatisfeito com os constantes atrasos salariais, preferiu aguardar a mudança no comando do clube.

Assim que assumiu a presidência, Mario atacou justamente os débitos com o elenco. Em 60 dias, a nova gestão pagou três folhas salariais e diminuiu bastante os problemas financeiros de curto prazo. O mês de julho, vencido na sexta-feira, deve ser quitado té o próximo dia 31, deixando o clube em dia com os funcionários pela primeira vez no ano. Esta postura agradou Yony González. Mas o mesmo não pode ser dito sobre proposta para a renovação, bem abaixo dos valores antes oferecidos por Abad.

Além de estar longe de um denominador comum sobre a pedida salarial para um novo contrato, Fluminense e Yony também discordam quanto às luvas. O jogador pediu um montante à vista, e o clube prefere diluir o valor nos salários. Esta hipótese foi descartada tanto pelo colombiano quanto por seu estafe.

Em entrevista coletiva no CT da Barra da Tijuca, o vice geral Celso Barros confirmou uma nova proposta e uma reunião na próxima quinta-feira. As partes, entretanto, consideram o negócio muito difícil.

"Fizemos uma proposta para ele, dizia a todo momento que estava o esperando o pai dele que fez uma cirurgia na Colômbia. O pai dele, que é o empresário dele, chega amanhã [hoje] e teremos uma reunião na quinta-feira. Fizemos uma boa proposta, vamos conversar e aguardar. Ele veio a baixo custo e se valorizou. Nós concordamos com isso. Faremos uma composição para mantê-lo no Fluminense", declarou.