Topo

MMA

Ronaldo Jacaré finaliza Tim Boetsch e ganha força para disputar cinturão

Do UOL, em São Paulo

12/02/2017 02h30

Ronaldo Jacaré (24-4, 1) venceu o norte-americano Tim Boetsch (20-11) na madrugada deste domingo (12), no UFC 208, realizado em Nova York. O triunfo convincente por finalização, conseguida ainda no primeiro round, coloca o brasileiro em boa posição na fila para finalmente disputar o título peso médio (84 kg) da organização.

O brasileiro demorou meio round para colocar o rival para baixo, mas, quando o fez, foi fácil: encaixou uma kimura em Boetsch, que perdeu em 3 minutos e 41 segundos. 

"Eu vim para ser campeão, eu fiz meu melhor e quero lutar pelo título. Ninguém vai frustrar meu sonho. Bisping [atual campeão] é um desastre para a categoria porque ele não quer lutar com ninguém. O Luke Rockhold está correndo. Quanto mais tempo demorarem para me colocar nessa luta por cinturão, pior vai ser: mais treinado vou estar", disse, ainda no octógono.  

Jacaré soma agora duas vitórias consecutivas – na sua última apresentação havia batido o compatriota Vitor Belfort. São sete resultados positivos em oito lutas pelo Ultimate: a única derrota foi para o cubano Yoel Romero, em dezembro de 2015.

Vencedor, o brasileiro passou perrengue para confirmar o peso de 84 kg da divisão. Jacaré teve de fazer exercício físico até na manhã do dia da pesagem oficial, mas o esforço valeu a pena. Bem preparado, passou o carro no norte-americano, que vinha de duas vitórias. 

Glover Teixeira também vence

Anthony Geathers / Getty Images / AFP
Imagem: Anthony Geathers / Getty Images / AFP

Glover Teixeira, vindo de derrota para Anthony Johnson, fez luta segura em Nova York e venceu Jared Cannonier, que fez apenas sua segunda luta pelos meio-pesados e nem ranqueado é na divisão.

O brasileiro, após o combate, fez questão de exaltar o oponente: "Eu estava falando durante a semana, falei com o Daniel Cormier sobre o quão duro esse cara é". 

Foi uma luta morna: o brasileiro é sabidamente superior no chão em relação ao rival norte-americano, e foi nisso que ele apostou durante os três rounds. Derrubou e castigou para somar pontos. No fim, decisão unânime dos árbitros a favor do mineiro: triplo 30-26. 

Ponto negativo foi o desempenho de Glover em pé. O brasileiro, trocador de primeira linha, não conseguiu ser soberano em pé contra o adversário. De toda forma, o lutador conquistou sua quarta vitória nas últimas cinco apresentações pelo UFC. 

Antes, no UFC 208:

Dustin Poirier venceu Jim Miller por decisão majoritária (card principal);
Belal Muhammad venceu Randy Brown por decisão unânime;
Wilson Reis venceu Ulka Sasaki por decisão unânime;
Islam Makhachev venceu Nik Lentz por decisão unânime;
Rick Glenn venceu Phillipe Nover por decisão dividida;
Ryan LaFlare venceu Roan 'Jucão' Carneiro por pontos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!