MMA

Ronaldo Jacaré finaliza Tim Boetsch e ganha força para disputar cinturão

Do UOL, em São Paulo

12/02/2017 02h30

Ronaldo Jacaré (24-4, 1) venceu o norte-americano Tim Boetsch (20-11) na madrugada deste domingo (12), no UFC 208, realizado em Nova York. O triunfo convincente por finalização, conseguida ainda no primeiro round, coloca o brasileiro em boa posição na fila para finalmente disputar o título peso médio (84 kg) da organização.

O brasileiro demorou meio round para colocar o rival para baixo, mas, quando o fez, foi fácil: encaixou uma kimura em Boetsch, que perdeu em 3 minutos e 41 segundos. 

"Eu vim para ser campeão, eu fiz meu melhor e quero lutar pelo título. Ninguém vai frustrar meu sonho. Bisping [atual campeão] é um desastre para a categoria porque ele não quer lutar com ninguém. O Luke Rockhold está correndo. Quanto mais tempo demorarem para me colocar nessa luta por cinturão, pior vai ser: mais treinado vou estar", disse, ainda no octógono.  

Jacaré soma agora duas vitórias consecutivas – na sua última apresentação havia batido o compatriota Vitor Belfort. São sete resultados positivos em oito lutas pelo Ultimate: a única derrota foi para o cubano Yoel Romero, em dezembro de 2015.

Vencedor, o brasileiro passou perrengue para confirmar o peso de 84 kg da divisão. Jacaré teve de fazer exercício físico até na manhã do dia da pesagem oficial, mas o esforço valeu a pena. Bem preparado, passou o carro no norte-americano, que vinha de duas vitórias. 

Glover Teixeira também vence

Anthony Geathers / Getty Images / AFP
Imagem: Anthony Geathers / Getty Images / AFP

Glover Teixeira, vindo de derrota para Anthony Johnson, fez luta segura em Nova York e venceu Jared Cannonier, que fez apenas sua segunda luta pelos meio-pesados e nem ranqueado é na divisão.

O brasileiro, após o combate, fez questão de exaltar o oponente: "Eu estava falando durante a semana, falei com o Daniel Cormier sobre o quão duro esse cara é". 

Foi uma luta morna: o brasileiro é sabidamente superior no chão em relação ao rival norte-americano, e foi nisso que ele apostou durante os três rounds. Derrubou e castigou para somar pontos. No fim, decisão unânime dos árbitros a favor do mineiro: triplo 30-26. 

Ponto negativo foi o desempenho de Glover em pé. O brasileiro, trocador de primeira linha, não conseguiu ser soberano em pé contra o adversário. De toda forma, o lutador conquistou sua quarta vitória nas últimas cinco apresentações pelo UFC. 

Antes, no UFC 208:

Dustin Poirier venceu Jim Miller por decisão majoritária (card principal);
Belal Muhammad venceu Randy Brown por decisão unânime;
Wilson Reis venceu Ulka Sasaki por decisão unânime;
Islam Makhachev venceu Nik Lentz por decisão unânime;
Rick Glenn venceu Phillipe Nover por decisão dividida;
Ryan LaFlare venceu Roan 'Jucão' Carneiro por pontos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo