Topo

MMA


Evento do UFC tem piada com "coca" e xingamentos entre Jones e Gustafsson

Diego Ribas/Ag Fight
Jon Jones e Alexander Gustafsson na encarada antes do UFC 232, em Los Angeles Imagem: Diego Ribas/Ag Fight

Vinicius Castro

Do UOL, em Los Angeles (EUA)

2018-12-27T21:23:37

27/12/2018 21h23

A entrevista coletiva com a presença do público antes do UFC 232, sábado (29), em Los Angeles, foi repleta de provocações nesta quinta-feira (27). Responsáveis pela luta principal da noite - válida pelo título meio-pesado -, Jon Jones e Alexander Gustafsson discutiram em várias oportunidades sem que o presidente Dana White interrompesse.

Tudo teve motivação na transferência do evento para a Califórnia poucos dias antes por conta da Comissão Atlética de Nevada não ter autorizado em tempo o norte-americano, já que resquícios do esteroide turinabol foram encontrados no seu exame antidoping. 

Logo na chegada, Jon Jones ouviu algumas piadas dos torcedores presentes, já que entrevista coletiva foi aberta ao público em um hotel da cidade. Um deles perguntou se o lutador queria uma "coca", em clara provocação aos episódios recentes. O americano sorriu. Na sequência, o bate-boca com Gustafsson teve início logo nas primeiras perguntas, quando o sueco questionou as condições do oponente.

"Esse cara não tem confiança, precisa colocar m... no corpo", afirmou, sendo interrompido por Jones.

"Você acredita nisso? Acredita que preciso de um picograma minúsculo de esteroide em meu corpo?", disse.

"Estou aqui para lutar e nada mais importa", completou Gustafsson

Como não poderia ser diferente, a mudança repentina do UFC para Los Angeles foi o tema principal da coletiva e em outras oportunidades os dois se atacaram. 

"Ele pode usar até gasolina de foguete que vai apanhar. Veremos no sábado", afirmou o sueco.

Foi o momento em que Jones mais se exaltou. "Você sempre diz a mesma m... Cala a p... da boca!".

Questionado por uma repórter sobre os motivos que fazem com que Jones tenha seguidas chances no evento mesmo envolto em polêmicas, o presidente Dana White evitou comentar o tema, mas o lutador chegou a pedir que alguém tirasse o microfone da jornalista, sendo repreendido pelo presidente da franquia.

A entrevista coletiva ficou marcada por um Jones irritado pelas seguidas perguntas sobre o tema e por Dana White repetidamente defendendo a realização do evento em Los Angeles mesmo com o transtorno causado pela mudança de última hora. 

As brasileiras Amanda Nunes e Cris Cyborg também bateram boca no final e se provocaram para o duelo que vale o cinturão da categoria pena. Para encerrar, as duas encaradas foram tensas e contaram com os gritos dos torcedores presentes. Jones chegou a pegar o cinturão que estava nas mãos de Dana White. Antes de ir embora, ele ainda tirou fotos com os fãs.

UFC 232
29 de dezembro de 2018, em Los Angeles (EUA)

Card principal
Meio-pesado: Jon Jones x Alexander Gustafsson
Pena: Cris Cyborg x Amanda Nunes
Meio-médio: Carlos Condit x Michael Chiesa
Meio-pesado: Ilir Latifi x Corey Anderson
Pena: Chad Mendes x Alex Volkanovski

Card preliminar
Pesado: Andrei Arlovski x Walt Harris
Pena: Cat Zingano x Megan Anderson
Galo: Douglas D'Silva x Petr Yan
Leve: B.J. Penn x Ryan Hall
Galo: Nathaniel Wood x Andre Ewell
Médio: Uriah Hall x Bevon Lewis
Médio: Curtis Millender x Siyar Bahadurzada
Galo: Montel Jackson x Brian Kelleher