Esporte

Wilson Reis vence a 3ª seguida e salva Brasil no card preliminar do UFC 208

Ag. Fight

12/02/2017 00h30

O card preliminar do UFC 208, evento realizado neste sábado (11) no bairro do Brooklyn, na cidade de Nova York (EUA), contou com apenas cinco lutas de aperitivo para o aguardado batalhão de estrelas que entrariam em ação na segunda metade do show. E com apenas dois brasileiros em destaque na primeira metade de lutas, nossos atletas deixaram o octógono com o placar empatado.

Um dos grandes nomes dos pesos-moscas (57 kg), Wilson Reis provou que merece mais destaque na organização ao bater sem dificuldades o japonês Ulka Sasaki e emplacar sua terceira vitória seguida no evento. Curiosamente, o brasileiro já havia sido escalado para disputar o título da categoria contra Demetrious Johnon, mas uma lesão do campeão não apenas adiou o confronto como mudou os planos do UFC, que o escalou para enfrentar o vencedor da última edição do TUF.

Sem perder o foco com tantas mudanças nos bastidores da categoria, Wilson deu show de pressão, quedas e jiu-jitsu. Afinal, com quase 20 cm a menos do que o rival, o brasileiro encurtou a distância em todosos momentos de ação, alternou cruzados de direita com chutes baixos e abriu caminho para o clinche.

E uma vez grudado em Sasaki, o faixa-preta da arte suave derrubou repetida vezes e pegou as costas consistentemente, o que lhe garantiu vitória em todas as parciais do combate que por pouco não foi decidido por uma finlização. Ao final dos 15 minutos previstos, nenhum dos jurados teve dúvidas em apontar Wilson como o vencedor do confronto.

Tropeço verde e amarelo

Com duas lutas canceladas de última hora, o veterano Roan ‘Jucão’ terminou por abrir o card preliminar do UFC 208 ao enfrentar Ryan LaFlare em disputa válida pela divisão dos meio-médios (77 kg). E claramente abatido pelo corte de peso, o brasileiro de 38 anos não rendeu o esperado e foi superado em todos os rounds sem impor dificuldades ao oponente.

Se no primeiro assalto o americano garantiu vantagem com uma queda após tímida trocação em pé, no segundo round um knockdown seguido de pressão no jogo de solo deixou a situação complicada para o brasileiro, que precisava finalizar ou nocautear na etapa final.

Sem pressão, Jucão arriscou e cedeu vantagem para o rival e esperou sua chance de explodir no minuto final, quando chegou a montar em LaFlare. Nada, porém, que fosse capaz de mudaro resultado do combate. Vitória por decisão unânime do americano.

Acompanhe os resultados do card preliminar do UFC 208:

Belal Muhammad venceu Randy Brown por decisão unânime;
Wilson Reis venceu Ulka Sasaki por decisão unânime;
Islam Makhachev venceu Nik Lentz por decisão unânime;
Rick Glenn venceu Phillipe Nover por decisão dividida;
Ryan LaFlare venceu Roan ‘Jucão’ Carneiro por pontos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo