Topo

MMA


Khabib elege possíveis adversários para ser o "maior da história" no UFC

Vasily MAXIMOV / AFP
Khabib Nurmagomedov exibe cinturão de campeão do UFC Imagem: Vasily MAXIMOV / AFP

Ag. Fight

22/01/2019 06h00

Khabib Nurmagomedov não está apto para atuar oficialmente no MMA, mas isso não o impede de fazer planos. Suspenso provisoriamente devido à confusão generalizada causada no UFC 229 em outubro, o campeão dos pesos-leves (70 kg) apontou três nomes de adversários que gostaria de enfrentar antes de sua aposentadoria.

Em entrevista ao canal do Youtube "Submission Radio", o russo elegeu Tony Ferguson, Georges St-Pierre e Floyd Mayweather como rivais ideais para encarar antes de encerrar a carreira. 'The Eagle', como é conhecido venceu Conor McGregror em seu último compromisso no Ultimate, mas descartou a possibilidade de uma revanche imediata contra o falastrão irlandês.

"Ainda não sei, mas por que não St. Pierre, Ferguson e Mayweather? Poderia enfrentar esses três caras e me aposentar como o maior atleta de todos os tempos", escolheu Khabib, antes de explicar a situação com McGregor.

"Se vocês me perguntarem, eu digo com certeza que Conor McGregor não merece uma revanche pelo cinturão. Ele perdeu, desistiu. Não foi uma luta equilibrada. Eu o dominei em todos os aspectos da disputa e o venci. Como já disse antes, arrebentei com ele. Por que precisamos de uma revanche?", analisou o russo de 30 anos.

Do ponto de vista esportivo, a luta que faria mais sentido para Nurmagomedov seria contra Ferguson. Afinal de contas, 'El Cucuy' é o atual número 1 do ranking do UFC e já foi campeão interino dos pesos-leves. No entanto, foi sobre os outros dois possíveis rivais que o russo entrou em detalhes, com posturas completamente opostas.

"Georges St-Pierre é um nome muito grande. Eu gosto de adversários que sejam duros, e ele ainda é um pouco maior que eu. Se formos lutar, será no peso-leve, porque o peso-meio-médio é a categoria dele, e ele estaria um pouco maior que eu. Acho que é uma decisão inteligente querer trazê-lo para o peso-leve. 'GSP' seria um grande desafio para mim, para o meu legado. É uma grande luta para o legado, para os fãs, para o bolso... para tudo. Não sei quais são os seus planos para o futuro, mas eu o respeito. Na minha opinião, Georges é o maior atleta que já competiu no UFC, por ser um campeão dentro e fora do octógono. Vamos esperar", elogiou Nurmargomedov, antes de alfinetar o pugilista Mayweather.

"Ele está velho agora. Se formos pensar em enfrentar leões novos no boxe, será muito duro para mim. Caras como Canelo ou Golovkin são muito perigosos. Mas Mayweather já está velho, tem 41 ou 42 anos. Mas, claro, é um grande nome. Se temos a chance de pescar um peixe gigante, por que não tentar? Posso tirar tudo o que ele tem. Por exemplo, o cartel de 50-0. Posso acabar com ele, porque Mayweather está velho e é pequeno. Esta também é uma decisão inteligente pensando em todos os aspectos", concluiu 'The Eagle'.

Ao longo de 11 anos de carreira no MMA profissional, Khabib se mantém invicto. O russo, quando pisa nos octógonos, é detentor do incrível cartel de 27 vitórias e nenhuma derrota. Ainda suspenso provisoriamente, o campeão dos leves aguarda a decisão da (NAC) Comissão Atlética de Nevada - que deve sair no fim de janeiro - para saber quando poderá voltar à ativa.