Topo

MMA


Holly Holm descarta aposentadoria após sofrer nocaute para Amanda Nunes

Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC
Amanda Nunes nocauteia Holly Holm no UFC 239 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC

Ag. Fight

2019-07-10T17:09:48

10/07/2019 17h09

Na entrevista coletiva após o UFC 239, o presidente do UFC, Dana White, pediu que Holly Holm se aposentasse do MMA. Mas a lutadora de 37 anos, que foi derrotada no último sábado (6) por Amanda Nunes, não parece concordar com o chefe. Em vídeos postados pela ferramenta 'Stories' do Instagram, a americana descartou parar com as artes marciais mistas.

Bem-humorada apesar do quinto revés de sua carreira, 'The Preacher's Daughter' usou o clássico 'Stayin' Alive' ('Mantendo-se vivo', em tradução livre), dos Bee Gees, como trilha sonora para o seu pronunciamento. Ela afirmou estar em boas condições físicas apesar do nocaute brutal que sofreu.

"Eu sempre disse que viveria a vida dos sonhos. Nunca sonhei em ser chutada na cara, nunca foi parte do meu sonho. Esta é tipo a parte do pesadelo. Vivi um pequeno pesadelo: acordar toda manhã tipo: 'É, isso foi real. Aconteceu'. Mas eu só quero que vocês saibam que estou bem e que sei de uma coisa: ainda vou seguir em frente", declarou.

"Estou com o coração partido agora, mas estou bem. Só quero que vocês saibam que agradeço o amor e o apoio. E se você quiser ganhar um preenchimento labial de graça, é só tomar um chute na cara", brincou.

Ex-campeã mundial de boxe, Holm estreou no MMA em 2011 e seguiu invicta até sua primeira defesa do título peso-galo (61 kg) do UFC, contra Miesha Tate. Na ocasião, ela dominou o combate até o último round, quando cometeu um erro e a adversária aplicou um mata-leão. Desde então, ela fez mais seis lutas, tendo vencido apenas duas.