Topo

Esporte

Adidas entra com processo contra Rafinha do Barcelona na Justiça da Holanda

AP Photo/Manu Fernandez
O meia brasileiro Rafinha Alcântara em treino do Barcelona Imagem: AP Photo/Manu Fernandez

04/12/2018 14h01

A fabricante de materiais esportivos Adidas entrou com processo nesta terça-feira contra o meia brasileiro Rafinha Alcântara, do Barcelona, por um suposto descumprimento de contrato de patrocínio, segundo confirmou à Agência Efe uma fonte do tribunal provincial de Amsterdã, na Holanda.

Leia também:

A empresa alemã exige que o jogador, filho do tetracampeão mundial Mazinho, volte a utilizar chuteiras e acessórios identificados, em treinos, jogos e eventos com a imprensa, além de uma indenização de 100 mil euros (R$ 434 mil), segundo o jornal "De Telegraaf".

Rafinha, que se recupera de lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, assinou um acordo de patrocínio com a Adidas em 2013, com vencimento em junho de 2018, na Holanda - o que motivou a abertura do processo ser em tribunal de Amsterdã.

A empresa alemã aponta que o jogador não respondeu a uma solicitação de extensão de contrato feita no meio deste ano. A falta de manifestação permitiria a ampliação automática, até março de 2023.

Rafinha, por sua vez, considera que o acordo com a Adidas já está encerrado, por isso, utiliza chuteiras da companhia japonesa Mizuno, embora, esteja pintando o calçado, para esconder a logomarca, até o fim do processo na Holanda.

A previsão é que o caso seja julgado em duas semanas, com o veredito sendo anunciado no dia 18 de dezembro, segundo apurou a Agência Efe.

Mais Esporte