Topo

Esporte


Rubinho estreia com 17ª posição, e Helio Castroneves vence na abertura da Indy

AP Photo/LAT, Phillip G. Abbott
Rubens Barrichello estreou neste domingo na F-Indy, após a longa carreira na F-1 Imagem: AP Photo/LAT, Phillip G. Abbott

Do UOL, em São Paulo

2012-03-25T16:06:58

25/03/2012 16h06

A Fórmula Indy 2012 começou com a grande expectativa da estreia de Rubens Barrichello, e o brasileiro iniciou esta nova saga na carreira com uma 17ª colocação, duas voltas atrás do líder. O veterano recordista de participações na Fórmula 1 fez um GP seguro e sem grandes riscos em São Petersburgo (EUA), mas não conseguiu deixar o grupo intermediário. O Brasil teve com Helio Castroneves seu grande resultado, com uma vitória baseada na estratégia do piloto da Penske.

Neste domingo, Barrichello teve a dura missão de mostrar a rápida adaptação ao diferente estilo da Indy, desde as regras ao carro. E conseguiu concluir sua primeira missão: completar a corrida e tirar o máximo de experiência possível de seu primeiro GP, apesar de ainda não brigar pelas primeiras colocações.

Neste domingo, Barrichello teve a dura missão de mostrar a rápida adaptação ao diferente estilo da Indy, desde as regras ao carro. E conseguiu concluir sua primeira missão: completar a corrida e tirar o máximo de experiência possível de seu primeiro GP, apesar de ainda não brigar pelas primeiras colocações.

A prova em São Petersburgo foi na maior parte do tempo morna e sem ultrapassagens. A emoção ficou a cargo de Castroneves. Ele apostou em fazer menos pit stops que seus rivais, e a estratégia deu certo. Ele passou Scott Dixon e JR Hildebrand com trinta voltas para o fim e disparou na liderança. Scott Dixon, em segundo, e Ryan Hunter-Reay completaram o pódio.

Foi a 20ª vitória de Helinho nesta fase de IndyCar Series, com direito ao fim de um jejum. Sem triunfar nenhuma vez em 2011, o piloto da Penske tinha a penúltima etapa de 2010 como sua última vitória. A comemoração, como usual, foi na grade, e próximo a uma placa de Dan Wheldon, piloto que morreu na pista em 2011.

"Consegui voltar a vencer, foi uma grande corrida", disse Helinho, ainda dentro do carro. Ele descreveu sua ultrapassagem. "Assim que o Scott Dixon ficou na linha de dentro, eu vi que teria de ultrapassar por fora, e foi o que fiz."

A segunda etapa da Fórmula Indy 2012 acontece no próximo domingo, com o GP de Birmingham, no Alabama.

Rubens Barrichello
Rubens Barrichello
#dev_albumEmbed010('tagalbum','8926')

A corrida

Diferentemente do esperado, a largada ocorreu sem problemas no circuito misto de São Petersburgo, com Will Power mantendo a ponta. Enquanto Tony Kanaan ganhou posições e chegou a sétimo, logo atrás de Helio Castroneves, Rubens Barrichello fez um início sem grandes riscos para manter sua posição.

O ex-piloto da F-1 logo sofreu pressão de Justin Wilson e não conseguiu focar sua atenção em caçar o 12º colocado, Mike Conway, apesar de segurar bem seu posto.

Na 13ª volta, a estreante inglesa Katherine Legge foi a primeira a ter problemas, ficando parada no meio da pista, o que gerou a primeira leva de pilotos nos boxes com a bandeira amarela. Castroneves passou a quinto e Rubens Barrichello, a oitavo, ambos sem parar.

A relargada foi curta e uma batida de James Jakes provocou nova interrupção em seguida. Barrichello fez então seu primeiro pit stop, foi para 21º, e viu o companheiro de equipe Tony Kanaan abandonar a corrida por um problema eletrônico no carro, justamente quando o baiano assumiria a liderança da prova.

Helio Castroneves relargou na terceira colocação, com a estratégia de tentar fazer apenas duas paradas, e chegou a ser segundo antes do primeiro pit stop. Rubinho, por outro lado, remou bem das últimas colocações. Em poucas voltas apareceu em 12º, mantendo sua prova sem grandes riscos e se adequando à estratégia de paradas dos líderes com a bandeira amarela causada por Ed Carpenter que rodou após toque de Castroneves.

Com metade da corrida para ser percorrida, Helio Castroneves aparecia em terceiro em um pelotão de líderes com Scott Dixon à frente, e Rubinho em 17º, apostando em sua estratégia.

Depois de mais uma sessão de pit stops, Barrichello caiu novamente, enquanto Castroneves conseguiu ficar à frente de Scott Dixon com pouco menos de 30 voltas para o final. Outra bela ultrapassagem, sobre JR Hildebrand, colocou o piloto da Penske em primeiro, dependendo apenas de conseguir economizar pneus e combustíveis até o final, o que ele completou com êxito.

Rubinho conseguiu algumas ultrapassagens nas voltas finais e chegou a 14º, mas perdeu postos e encerrou sua estreia na 17ª posição.

Mais Esporte