UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/03/30/urubu-valente-renato-abreu-recebe-placa-da-torcida-do-fla-e-revela-apoio-do-flu.htm
  • 'Urubu Valente', Renato Abreu recebe placa da torcida do Fla e revela apoio do Flu
  • 20/09/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Renato Abreu sorri durante o primeiro treinamento após realizar cirurgia no coração

Renato Abreu sorri durante o primeiro treinamento após realizar cirurgia no coração

30/03/2012 - 19h11

'Urubu Valente', Renato Abreu recebe placa da torcida do Fla e revela apoio do Flu

Pedro Ivo Almeida
Do UOL, no Rio de Janeiro

O apelido de Urubu Rei já é coisa do passado para Renato Abreu. Recuperado de uma cirurgia para a correção de uma arritmia cardíaca, o meia do Flamengo agora prefere que seja chamado de Urubu Valente pelos rubro-negros pelo fato de conseguir superar o grave problema que o deixou afastado dos gramados por quase um mês.

"Agora recuperado, vou até brincar com o Washington. Ele era o 'Coração Valente', e eu agora serei o 'Urubu Valente' [risos]", brincou o meia, se referindo ao caso do ex-jogador do Fluminense que teve que deixar os campos no início de 2011 por problemas cardíacos.

De volta aos campos do Centro de Treinamento do Ninho do Urubu, onde cumpre um cronograma de recondicionamento físico, o jogador falou, nesta sexta-feira, pela primeira vez desde a intervenção cirúrgica no coração. Ao lado de uma placa recebida da torcida que simbolizava o apoio de todos os flamenguista, Renato agradeceu toda a corrente positiva dentro e fora do Flamengo pela sua recuperação e revelou o apoio de integrantes do Fluminense durante o período.

"Estou bem aqui hoje e só posso agradecer a Deus e a todas as pessoas que me apoiaram desde o início do problema. A presidente Patrícia Amorim, o Coutinho [ Paulo César, vice de futebol], a galera do marketing, funcionários e os meus companheiros. E também um pessoal que eu nem imaginei que poderia me ligar. Recebi o apoio do pessoal do Fluminense, o Abel [Braga, técnico] e o Caetano [Rodrigo, diretor executivo] também me ligaram. O mais importante neste momento é receber esse carinho", destacou Renato.

Solícito e animado ao falar pela primeira vez sobre o problema, o jogador só mudou o semblante na hora de revelar os medos que sentiu quando recebeu a notícia que tinha um problema cardíaco. Evitando pensar na morte, ele disse que o maior problema foi a possibilidade de ter que parar de jogar futebol.

"A morte é uma coisa normal, todo mundo tem medo. Mas o que me deixou preocupado e muito triste foi a possibilidade de não poder jogar mais futebol. Isso me deixou com medo mesmo. Ainda bem que foi tudo resolvido da maneira mais tranquila e isso não aconteceu. O Serafim [Borges, cardiologista do Flamengo] me tranquilizou muito durante todo o período e isso me ajudou", destacou o Urubu Valente.

Apesar da empolgação com o retorno aos treinos, Renato terá que esperar de 15 a 20 dias para poder voltar ao time do Flamengo. Nestes primeiros dias, o jogador tem feito apenas um trabalho específico de recondicionamento físico e nem sequer encostou na bola com os outros companheiros.

"Antes, eu parecia um aposentado, já que só podia caminhar. Agora já posso correr no campo, me condicionar fisicamente. Mas ainda falta o contato com a bola. Sei que é o começo de uma nova etapa, que tenho que passar por isso, mas estou ansioso para voltar a jogar", encerrou Renato Abreu.

Renato Abreu
Renato Abreu

Placar UOL no iPhone