Topo

Fórmula 1

Alguém não quis minha chegada à Ferrari em 2019, diz Daniel Ricciardo

Andrej Isakovic/AFP
Australiano indicou saber responsável por veto na equipe italiana: 'Quem disse que eu pedi muito dinheiro está mentindo' Imagem: Andrej Isakovic/AFP

Do UOL, em São Paulo

04/12/2018 16h02

Daniel Ricciardo deixou a Red Bull no final de 2018 e disputará a temporada 2019 da Fórmula 1 pela Renault. Mas o destino seria bem diferente, segundo o próprio australiano, se seu nome não tivesse sido vetado na Ferrari.

Em entrevista publicada na última sexta-feira (30) pelo site italiano AutoMoto, Ricciardo foi questionado a respeito de uma suposta pedida salarial elevada que teria esfriado os rumores de sua transferência para a equipe italiana, na qual seria o substituto de Kimi Raikkonen. O agora ex-piloto da Red Bull não apenas negou a possibilidade, como ainda deu sua própria versão.

Leia também:

“Não sei do que você está falando. Quem disse que eu pedi muito dinheiro está mentindo. Evidentemente, alguém disse não à minha chegada. Quem? Eu gostaria de saber, mas talvez eu tenha uma ideia”, disse, sem indicar quem seria o responsável pelo veto.

Sem Ricciardo, a Ferrari fechou com o monegasco Charles Leclerc, formado pelo próprio programa de revelação de talentos da equipe e piloto da Sauber em 2018. Sem a vaga, Ricciardo admitiu esperar por outra chance no futuro.

“Talvez seja melhor perguntar isso (o porquê do fim da negociação) a eles. Eu falei e discuti, mas você vê que eles já tinham um acordo com Leclerc, então o meu caiu”, disse. “No que me diz respeito, espero ainda ter algum tempo na Fórmula 1. Quem sabe no futuro não tenha oportunidades de nos encontrarmos novamente?”, acrescentou.