Robinho vira antídoto e Atlético-MG supera "Cazares dependência"

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Por um momento parecia que a temporada do Atlético-MG estava comprometida. Com a lesão de Cazares, que vai ficar entre dois e três meses afastado, o time mineiro parecia não ter forças para brigar pelas primeiras posições. O desempenho da equipe em campo e os números comprovavam a "Cazares dependência" que sofria o Atlético.

Sofria. Antes da partida com o Coritiba, o Atlético ainda não havia vencido um jogo do Brasileirão sequer sem que o equatoriano estivesse em campo. Com ele foram sete partidas disputadas, com cinco vitórias e dois empates. Um aproveitamento de 80%. Já sem Cazares eram sete rodadas e nenhum triunfo. Mas tudo começou a mudar a partir do jogo com o Coritiba.

Mudança que ocorreu com o crescimento de Robinho. Embora o atacante já apresentasse bons números pelo Atlético, o camisa 7 cresceu de rendimento e se tornou o jogador mais importante da equipe nas últimas três rodadas. Robinho teve participação direta em todos os últimos seis gols do clube, nos confrontos com Coritiba, Palmeiras e Santa Cruz.

Foram três gols marcados, duas assistências e mais a jogada do belo gol marcado por Fred, sobre a equipe pernambucana. Sem dúvidas um dos mais belos gols do Atlético neste Brasileirão. As boas apresentações de Robinho foram elogiadas por Marcelo Oliveira, que tem participação direta no rendimento do Rei das Pedaladas. Sem Cazares, o treinador alvinegro já via em Robinho um potencial substituto.

"Embora o Robinho não cumpra a mesma função e não tenha a mesma característica e posicionamento no campo (do Cazares), ele tem sido o jogador mais criativo. Tem feito os gols e dado assistências. Essas duas semanas abertas colaboraram muito com isso. Eu tenho uma preocupação com o Robinho e outro jogadores com a sequência de jogos quarta e domingo. É muito desgaste físico e emocional também. Você praticamente não treina", ponderou Marcelo Oliveira.

Além da condição física ideal, com apenas uma partida por semana, Marcelo Oliveira aponta outro aspecto para o bom momento de Robinho. Na visão do treinador, o jogador está muito satisfeito na Cidade do Galo. O bom relacionado com os companheiros também tem feito a diferença dentro de campo, afirma Oliveira.

"Acho que o Robinho tem sido fundamental. Ele está muito feliz no Atlético e transmite essa alegria no dia a dia, por isso as coisas estão fluindo bem. E é um jogador experiente, que pode dar um toque diferente".

Com o gol diante do Santa Cruz, Robinho chegou a 17 em 30 partidas pelo clube, mantendo a melhor média de gols por um clube. Além disso, o atacante de 32 anos segue como o artilheiro do Atlético no Brasileirão, com sete gols anotados. Ao lado de Fred, que também tem sete gols, mas dois deles ainda foram pelo Fluminense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos