Com dois de Borja, Palmeiras goleia o Vasco na reestreia de Cuca

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras não teve dificuldades para vencer o Vasco na estreia do Campeonato Brasileiro de 2017. Com gols de Jean, Guerra e dois de Borja, o atual campeão bateu a equipe carioca por 4 a 0 para a alegria dos 33 mil torcedores que foram ao Allianz Parque na tarde deste domingo (14). A data especial, aliás, foi lembrada na camisa dos donos da casa, com o nome das mães dos atletas. 

A vitória foi no melhor estilo Cuca, que fez sua reestreia. A equipe abriu o placar logo aos 6 minutos e depois controlou o jogo. Nas vezes que era ameaçado, contou com a boa forma de Fernando Prass. Aos 40 minutos da etapa inicial, Guerra ainda ampliou o placar.

No segundo tempo, a técnica de começar o jogo de maneira avassaladora funcionou de novo. Borja fez o gol antes mesmo de o cronômetro chegar ao primeiro minuto. Dali em diante, os palmeirenses apenas controlaram o jogo e até aproveitaram para rodar peças do banco de reservas. Borja fez o seu segundo ao bater pênalti e consolidou a goleada.

O Palmeiras agora volta a jogar nesta quarta-feira, na sua estreia da Copa do Brasil, diante do Internacional. O jogo está marcado para 21h45, novamente no Allianz Parque. Pelo Brasileiro, o time atuará no sábado (20), às 19h, contra a Chapecoense, na Arena Condá. Já o Vasco joga só no domingo (21), às 11h, diante do Bahia, em São Januário. 

O melhor em campo: Tchê Tchê

Depois de reclamar que estava fora de posição com Eduardo Baptista, Tchê Tchê voltou a fazer uma partida segura. Ele participou de dois dos quatro gols da equipe e ainda mostrou polivalência de sempre, atuando como segundo volante, como meia e até como lateral direito, quando revezou com Jean. 

O pior em campo: Jomar

O zagueiro deu show de horrores no Allianz Parque. Fez dois pênaltis em Dudu, tentou afastar cruzamento e quase fez gol contra e ainda foi o único jogador do time a tomar cartão amarelo. Que fase, diria Milton Leite, narrador do Sportv.

Marcello Zambrana/Agif
Borja comemora gol para o Palmeiras diante do Vasco

Borja "tira a zica"

O colombiano pôde falar que "lavou a alma" neste domingo. Depois de ficar cinco jogos sem balançar as redes, flertar com a reserva e até brigar com o técnico, ele voltou a marcar e fez logo dois. 

Início avassalador

O Palmeiras começou no estilo que o seu torcedor estava acostumado na Era Cuca. Aos 4 minutos, Dudu sofreu pênalti cometido por Jomar, e Jean converteu para inaugurar o placar. A pressão durante os 15 minutos foi avassaladora, e os donos da casa chegaram a ficar com 70% da posse de bola. 

Vasco tenta reação

Logo após sair perdendo, o Vasco procurou se reorganizar e passou a controlar mais a posse de bola. O time carioca chegou a ameaçar por duas vezes e viu Fernando Prass agir de maneira perfeita nas duas ocasiões: uma em chute de fora da área de Douglas e outra com Mateus Pet. 

Guerra amplia e Borja garante vitória

O Palmeiras começou a jogar mais no contra-ataque, evitando se expor muito. Em uma bola roubada, Tchê Tchê achou Jean. O lateral chutou de fora da área e fez Martín Silva dar rebote para o meio da hora. Alejandro Guerra aproveitou para chutar com o gol vazio e ampliar a vantagem aos 40 minutos do 1º tempo. No retorno ao 2º tempo, não deu nem tempo de o torcedor sentar na arquibancada, e Borja já ampliou o placar após bom cruzamento de Tchê Tchê. Com o placar já decidido, o colombiano ainda fez mais um de pênalti. 

Felipe Melo dá chapéu em Nenê

Os papéis se inverteram durante alguns segundos no jogo. Felipe Melo, que tradicionalmente está marcando, conseguiu aplicar um belo chapéu em Nenê, que normalmente está atacando. Depois do lance, as câmeras ainda flagraram os dois se divertindo.

Palmeiras tenta massacrar

Com a vitória praticamente assegurada, o Palmeiras pressionou o Vasco para aumentar o placar. E só não conseguiu porque Martin Silva foi bem. O goleiro uruguaio evitou duas tentativas de Dudu, uma de Guerra e outra de Borja. 

Reprodução
Placa de homenagem para o retorno de Cuca ao Palmeiras

PM barra homenagem para Cuca

A Polícia Militar não permitiu que a torcida do Palmeiras fizesse uma homenagem para o retorno de Cuca no jogo da equipe neste domingo (14), na estreia do Brasileirão, diante do Vasco, no Allianz Parque.  O clube havia preparado algumas placas de papel com a inscrição "Bem vindo, Cuca", além da frase #sorteatodos. O cartaz tinha o fundo com a cor vinho, homenageando a calça do treinador que ficou famosa.

Clube faz homenagem aos seguranças

O Palmeiras usou o intervalo do jogo contra o Vasco para prestar homenagem aos seus seguranças. O clube tomou tal decisão para elogiar a atuação do grupo na partida contra o Peñarol, quando os atletas foram acuados pelos uruguaios na partida pela Libertadores. 

Palmeirenses fazem protesto. Vasco não entra

Os palmeirenses vestiram uma faixa azul no braço em sinal de protesto contra projetos de lei que tramitam no Congresso que pretendem alterar a Lei Pelé. Atlético-MG, Flamengo, Santos, Fluminense e Corinthians foram alguns dos times que aderiram ao movimento. Os vascaínos não foram vistos usando nenhuma faixa. 

PALMEIRAS 4 X 0 VASCO
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Hora: 16h (horário de Brasília)
Público: 33.425 pagantes
Renda: R$ 2.109.685,93
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Victor Hugo Imazu (PR)
Cartões amarelos: Jomar (VAS)
Gols: Jean, aos 6 minutos do 1º tempo; Guerra, aos 40 minutos do 1º tempo; Borja no 1º min do 2º tempo e aos 33 minutos do 2º tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo e Tchê Tchê; Willian (Fabiano), Alejandro Guerra (Guedes) e Dudu (Keno); Miguel Borja
Técnico: Cuca

VASCO: Martín Silva, Gilberto, Rafael Marques, Jomar e Henrique; Jean (Paulo Vitor), Douglas, Yago Pikachu, Mateus Pet e Nenê; Luís Fabiano (Kelvin)
Técnico: Milton Mendes
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos