4º árbitro admite que viu pênalti de longe, mas nega interferência externa

Do UOL, em São Paulo (SP)

Flávio Rodrigues, quarto árbitro da partida entre Santos e Flamengo, tentou esclarecer o polêmico lance na etapa inicial das quartas de final da Copa do Brasil, quando Leandro Vuaden anotou pênalti, mas mudou sua marcação um minuto depois, marcando escanteio. Flávio diz ter visto o lance de longe, e que opinou após ser perguntado pelo juiz principal, mas negou que tenha acontecido uma interferência externa.

"Para nós é importante esse momento de poder se posicionar diante de um lance polêmico. Antes de qualquer coisa, gostaria de deixar claro que interferência externa não existe, é totalmente condenável pela CBF. Segunda coisa: me entristece muito ver a postura de algumas pessoas de que, quando o arbitro erra, é condenado, e quando a gente acerta, não é reconhecido. Usam de artifícios para dizer que a gente teve ajuda para tomar decisões. No futebol, todo mundo quer que seja feito o certo; quando a gente faz, colocam em xeque nossa idoneidade", explicou em entrevista à ESPN Brasil.

Marcello Zambrana/AGIF
Árbitro Leandro Vuaden conversa com Flávio Rodrigues durante Santos e Fla

"Quando o lance acontece, tenho uma opinião. Não dá para chegar e tomar uma atitude de chamar o árbitro. Nesse momento, eu cuido dos bancos de reserva, e vejo que nesse momento ele me aciona. Nem sempre o rádio e a comunicação é clara. A acústica abafa um pouco o som. Para tomar uma decisão tão importante, é necessário falar presente. Quando ele me chamou, ele pergunta: 'de onde você estava, o que você viu?' Então, eu deixei claro: 'estou longe, mas de onde eu estou, pega a bola'. Eu tenho que tomar um cuidado para dar essa opinião, mas já que ele pergunta, eu falo o que eu vi", acrescentou Flávio Rodrigues.

O quarto árbitro ainda ressaltou que a decisão foi totalmente da arbitragem. "Impossível ser inteferência externa, porque foi muito rápido. Foi em um minuto, no máximo, o que aconteceu. Ficou muito claro que foi uma decisão nossa. Foi isso que aconteceu", disse, antes de completar.

"Os bancos da Vila Belmiro são muito próximos um do outro. Qualquer atitude que eu tivesse de falar com alguém externo, seria percebido por qualquer um que tivesse no banco. Não perceberam porque não teve essa discussão. Agora, querer falar depois, tudo bem. Eu vou para o campo para fazer o certo. Quando pedem minha opinião, tenho que opinar".

SANTOS PEDE ANULAÇÃO

Por causa do lance, o Santos enviou à CBF um pedido de anulação da partida contra o Flamengo. O clube paulista acusa uma interferência externa do repórter Eric Faria, da "Globo", sobre a arbitragem.

Pelo Twitter, Faria chamou de "leviana" as acusações de que teria comunicado o quarto árbitro sobre o lance.

AFASTAR REPÓRTERES DA GLOBO?

Para além de anular o jogo com o Flamengo, o principal objetivo da pressão da diretoria do Santos é afastar os repórteres da Globo dos árbitros no campo. Na visão na cúpula santista, a proximidade dos jornalistas do quarto árbitro e auxiliares tem causado problemas recorrentes de suspeita de interferência externa nos jogos do Brasileiro e da Copa do Brasil.

GLOBO REPUDIA ACUSAÇÕES

A Rede Globo emitiu nota oficial nesta quinta-feira (27) para repudiar as acusações do Santos contra o repórter Eric Faria. O clube paulista alega que o jornalista interferiu na arbitragem para influenciar o árbitro Leandro Vuaden a voltar atrás na marcação de um pênalti contra o Flamengo, em jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil, no qual o Santos foi eliminado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos