Topo

Futebol


Palmeiras é derrotado com gol no fim, mas se classifica em 1º na Copinha

LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo*

2019-01-09T23:32:15

09/01/2019 23h32

O Palmeiras empatava com o Capivariano até os acréscimos do segundo tempo, mas sofreu um gol no último lance e acabou derrotado por 1 a 0, nesta quarta-feira (9), no último jogo do grupo 13 da Copa São Paulo. Mesmo com o resultado, o time alviverde, que teve dois gols anulados, terminou na liderança da chave.

Luiz Otávio fez o gol que tirou a invencibilidade alviverde. O resultado deixa o Palmeiras com seis pontos, assim como o Galvez-AC, mas os paulistas têm saldo de gols superior (2 contra 1) e, por isso, já na segunda fase, reeditará a final do último Campeonato Brasileiro sub-20: o Palmeiras terá pela frente o Vitória, que ficou em segundo lugar no Grupo 14, com seis pontos, três atrás da Desportiva-ES. A data do confronto ainda não foi definida.

Nas finais do Campeonato Brasileiro sub-20, disputadas em outubro, o Palmeiras garantiu o título diante do Vitória com duas goleadas: 4 a 1 em Salvador e 5 a 2 no Allianz Parque. Na Copinha, contudo, o Verdão estará bem desfalcado pelo Sul-Americana sub-20 diante da equipe baiana: Papagaio, Vitão, Alan (que se machucou), Gabriel Menino, Gabriel Furtado e Luan Cândido, convocados pela Seleção Brasileira, e Aníbal, pelo Paraguai.

O Palmeiras teve amplo domínio no primeiro tempo, explorando, principalmente, os avanços de Gabriel Veron pela esquerda, com o meia japonês Sasaki, camisa 10 do time, fazendo boa distribuição. Logo aos quatro minutos, o goleiro Marcão, do Capivariano, fez milagre em cabeçada de Wesley.

Na sequência, o Verdão até chegou a balançar as redes duas vezes, mas os lances foram anulados por impedimento em ambas. Primeiro, aos 32 minutos, Veron estava em posição irregular se considerado um desvio no meio do caminho. No minuto seguinte, a arbitragem viu impedimento inexistente de Veron no passe para Esteves encher os pés.

Na volta do intervalo, o time da casa voltou melhor e levou perigo em algumas oportunidades, mas o Palmeiras, mesmo sem tanto poder de marcação no meio-campo, conseguiu ficar mais à frente. Contudo, quem marcou foi o Capivariano, já nos acréscimos do segundo tempo.

*Com informações da Lancepress

Mais Futebol