Torcida do Real protesta contra presidente após punição da Fifa

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Cartazes contra Florentino Pérez foram vistos na madrugada de Madri

    Cartazes contra Florentino Pérez foram vistos na madrugada de Madri

A punição da Fifa ao Real Madrid, que está proibido de registrar jogadores pelas duas próximas janelas de transferências (meio de 2016 e janeiro de 2017), aumentou a pressão contra o presidente do clube, Florentino Pérez. Na madrugada desta sexta-feira, cartazes contra o mandatário foram vistos perto do centro de treinamento do time, de acordo com a imprensa espanhola.

"Antes adorados pelos títulos, agora famosos pelos ridículos. Florentino, demissão", dizia uma das faixas. Na outra, lia-se: "Punidos, sem contratar, como vai enganar os cordeiros?", referindo-se à política de contratações bombásticas que marcou as gestões de Pérez à frente do Real.

A sanção da Fifa se deu por conta de irregularidades cometidas pelo Real Madrid na contratação de jogadores menores de idade - entre os quais estão quatro filhos do técnico da equipe principal, Zinedine Zidane. O Atlético de Madri também foi punido pelo mesmo motivo.

A insatisfação de parte dos torcedores do Real com Florentino Pérez tem se acentuado na atual temporada, principalmente com os resultados irregulares sob o comando do técnico anterior, Rafa Benítez. Protestos e cânticos contra o presidente em jogos no Santiago Bernabéu têm sido comuns.

UOL Cursos Online

Todos os cursos