Tribunal e MP investigam e Grêmio pode ser denunciado por ato de torcedor

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio pode ser punido por um ato supostamente racista de um de seus torcedores no clássico Gre-Nal 412, no último sábado. O aficionado Sandro Zanin apontou para aficionados do Inter e chamou-os de 'macaco'. Filmado, ele poderá prejudicar o clube que sendo denunciado passará por julgamento. Enquanto isso, o Ministério Público do Rio Grande do Sul também irá agir. 

Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o procurador do TJD-RS, Alberto Franco, disse que irá buscar mais provas e dependendo delas poderá denunciar o Grêmio pelo ato do torcedor. Segundo ele, o vídeo apenas é pouco conclusivo, mas se trata de um ato recorrente. Em maio de 2015 um aficionado supostamente imitando macaco também foi teve vídeo analisado pelo TJD gaúcho. Na ocasião não houve denúncia. 
 
A busca por mais provas se dará através dos vídeos do sistema de câmeras da Arena do Grêmio. O TJD quer comprovar exatamente a quem se destinavam as palavras do aficionado gremista. 
 

Ministério Público também quer imagens

 
O Ministério Púbio do Rio Grande do Sul também quer as imagens da Arena. Segundo o promotor Márcio Bassani, o contexto dos atos precisam ser avaliados. Não há, na visão dele, chance de punição ao clube, que está engajado nas campanhas de prevenção de racismo realizadas em parceria com o MP. 
 
"O Ministério Público já está agindo. Solicitamos as imagens do sistema de câmeras da Arena e temos outras imagens do ocorrido. Estamos trabalhando na identificação do torcedor. Em tese, o ilícito foi cometido. Aparentemente ele se dirige a torcedores do Internacional. Mas temos que entender todo contexto do que está ocorrendo", disse o promotor ao UOL Esporte. "Não agimos na Justiça Desportiva, mas pelo que entendo não há maneira do Grêmio ser punido", completou. 
 

Confusão em cidade do interior

Sandro Zanin passa por um momento tenso em sua cidade, Lagoa Vermelha, no interior gaúcho. Depois do vídeo, que rapidamente se espalhou nas redes sociais, o aficionado passou a ser perseguido por colorados da cidade. Amigos mais próximos contaram ao UOL Esporte que ele admitiu ter chamado os torcedores de 'macaco' e se disse arrependido. O próprio teme a repercussão do caso. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos