Francês entra no 2º tempo e garante vitória do United sobre o Tottenham

Do UOL, em São Paulo

  • Jason Cairnduff/Reuters

    Martial comemora gol para o United contra o Tottenham

    Martial comemora gol para o United contra o Tottenham

Depois de dois tropeços seguidos, o Manchester United voltou a vencer no Campeonato Inglês neste sábado (28) ao derrotar o Tottenham, por 1 a 0, em Old Trafford, em jogo válido pela décima rodada da competição. O atacante francês Martial, que entrou na segunda etapa, garantiu o triunfo.

Com o resultado, o Manchester United, segundo colocado na tabela, chega aos 23 pontos, cinco a menos em relação ao líder, o Manchester City, que também neste sábado bateu o West Bromwich. Já o Tottenham é o terceiro na classificação, com 20 pontos.

O United vinha de um empate com o Liverpool e uma derrota contra o Huddersfield. Neste sábado, depois de um primeiro tempo ruim, o time melhorou na segunda etapa, criou boas chances para marcar e saiu de campo com o triunfo graças a Martial.

Jason Cairnduff/Reuters
Martial finaliza para marcar o gol da vitória do United sobre o Tottenham

Desfalque

Com um problema muscular na coxa esquerda, Kane não pôde ser relacionado para a partida deste sábado. O atacante, que é o artilheiro do Campeonato Inglês com oito gols, se contundiu no jogo contra o Liverpool, no último fim de semana. No seu lugar, Pochettino escalou o sul-coreano Son Heung-Min, que tinha a aproximação de Dele Alli e Eriksen.

Retranca em casa?

Conhecido por seus esquemas defensivos, Mourinho escalou o seu time com três zagueiros, mesmo jogando em casa: Bailly, Smalling e Jones. Valencia jogou aberto pela direita, com Young pela esquerda e Herrera e Matic como volantes. Mkhitaryan, Rashford e Lukaku foram escalados na frente.

Oli Scarff/AFP Photo
Bailly (esq.), do United, disputa bola com Vertonghen, do Tottenham

Mais Tottenham que United

O primeiro tempo foi fraco tecnicamente, mas o Tottenham, mesmo fora de casa, esteve ligeiramente melhor. Os visitantes tiveram 54% da posse de bola e deram nove chutes a gol, contra apenas dois dos mandantes, que sentiam a falta de inspiração de Mkhitaryan no meio. No Tottenham, a ausência de Kane prejudicou muito. Faltava um homem de referência na área - este (Llorente) só entrou na segunda etapa.

Andrew Yates/Reuters
De Gea faz uma defesa para o Manchester United contra o Tottenham

Lloris!

O Manchester United voltou melhor para o segundo tempo e criou boas chances de gol. Aos oito minutos, Mkhitaryan parou em Lloris, que deu rebote, mas Rashford não conseguiu aproveitar. No lance seguinte, Mkhitaryan foi à linha de fundo e chutou cruzado, a bola bateu em Lloris e por pouco não sobrou para Lukaku. O goleiro francês voltou a aparecer bem aos 27 minutos, quando se esticou para fazer uma defesa em chute cruzado do atacante belga, que chegou a acertar a trave em uma cabeçada em outro lance.

Oli Scarff/AFP Photo
Lukaku tenta uma finalização para o United contra o Tottenham

Finalmente o gol

Depois de tanto tentar, o Manchester United finalmente chegou ao gol aos 35 minutos, com Martial, que havia entrado, 11 minutos antes, no lugar de Rashford. De Gea chutou para frente, Lukaku escorou de cabeça e a bola sobrou livre para o atacante francês, que só tirou de Lloris para fazer o gol da vitória do United.

100% em casa

Com a vitória deste sábado, o Manchester United se mantém com uma campanha impecável dentro de casa no Campeonato Inglês. São cinco vitórias em cinco jogos, sem levar um gol sequer. Já o Tottenham conheceu a sua primeira derrota longe dos seus domínios - tinha quatro triunfos em quatro partidas.

Jason Cairnduff/Reuters
Rashford, do United, disputa bola com Jan Vertonghen, do Tottenham

Ânimo exaltado antes do jogo

Mourinho se irritou com uma pergunta antes do jogo e travou uma rápida discussão com um repórter da emissora Sky Sports. "Como a dinâmica muda ao enfrentar uma equipe do Tottenham sem Harry Kane?", questionou o repórter. "Como a dinâmica muda sem Ibrahimovic, Rojo, Carrick, Pogba, Fellaini...", rebateu Mourinho, listando os desfalques do United. "Eu quis dizer em termos de como você os enfrenta hoje", devolveu Shreeves. Mourinho não deixou barato. "Você perguntou ao Mauricio (Pocchetino, técnico do Tottenham) a mesma coisa em relação aos meus jogadores que não estão jogando?", questionou.

Oli Scarff/AFP Photo
O técnico José Mourinho, do United, durante jogo contra o Tottenham

Agenda

Na próxima rodada do Campeonato Inglês, a ser disputada no próximo fim de semana, o Manchester United visita o Chelsea, enquanto o Tottenham recebe Crystal Palace.

UOL Cursos Online

Todos os cursos