5 problemas que Cuca detectou e pretende resolver no Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

"Se estivesse tudo certo no Palmeiras, eu não teria vindo". A frase é do técnico Cuca, que chegou ao clube na segunda-feira passada (14) e já percebeu que terá muitos problemas para resolver, mais do que ele esperava. O treinador já perdeu duas vezes no comando do clube paulista e, após a derrota para o Osasco Audax, neste domingo (20), detalhou quais são as principais mudanças que o time precisa fazer.

Evitar chutões

Parece que Cuca ficou com inveja do estilo de jogo do Audax, que troca passes curtos mesmo na defesa e evita dar chutões a todo custo: "A gente não pode ter ligação direta, como está acontecendo. A equipe deles tem um trabalho de anos e isso flui muito bem". O técnico alviverde já tinha dito na semana passada que a base do Palmeiras não está madura, mesmo formada há um ano e meio.

Marcar compactado

Como o Audax tocou a bola na defesa diversas vezes, o Palmeiras avançou para tentar roubar a bola. "Tentamos pegar essa bola deles e deixamos espaço atrás". Isso fez Cuca perceber que o time não defende compactado e precisa acertar a marcação: "Tem que melhorar a pegada e a diminuição de espaço, mas tem que ter tempo (para treinar)".

Articular jogadas sem meia

Uma crítica comum ao elenco do Palmeiras é que falta um meia de articulação. Questionado sobre isso, Cuca concordou: "Vocês (jornalistas) sabem que falta. Mas eu tenho que trabalhar em cima do que tenho e achar uma solução. Não quero dar desculpa para nada, mas é difícil sem tempo para trabalhar". Uma solução estudada pelo treinador é fazer o time jogar mais pelas pontas. "Não dá para cobrar só um meia articulador. A gente tem que buscar a articulação com Arouca, Gabriel, Robinho e tem que jogar melhor pelos lados do campo".

Mudar atitude

Cuca entende que não falta vontade aos jogadores do Palmeiras, mas é preciso melhorar o comportamento em campo: "A atitude tem que mudar. A atitude às vezes é de dar 70 ou 80%. Mas não pode, tem que ir a 100%". 

Informado sobre as declarações fortes que os jogadores deram após o jogo, Cuca ficou satisfeito: "Na verdade isso me serve como consolo. Se falaram palavras duras é porque estão sentindo que as coisas não estão boas e que precisam mudar".

Finalizar melhor

O Palmeiras jogou mal contra o Audax, mas no fim conseguiu pressionar o time adversário. Fez um gol com Barrios e poderia até ter virado o jogo, pois Dudu e o paraguaio desperdiçaram novas oportunidades de gol. "Tivemos chances de empatar o jogo. São chances claras que a gente não pode desperdiçar", comentou o técnico. Isso tem acontecido com frequência e não há uma definição sobre quem é o centroavante titular do Palmeiras. Cristaldo estava em alta, mas se contundiu. Alecsandro começou jogando duas vezes sob o comando de Cuca, mas Barrios fez seu primeiro gol em 2016 e pode ganhar mais chances agora. A solução desse problema passa por eles.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos