Topo

Futebol


Pablo marca, e São Paulo goleia Mirassol de virada em estreia no Paulistão

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

2019-01-19T21:21:49

19/01/2019 21h21

O São Paulo começou bem o Campeonato Paulista. Apesar de ter levado um susto no começo do jogo, a equipe de André Jardine buscou a virada e goleou o Mirassol por 4 a 1 neste sábado (19), no Pacaembu, no primeiro jogo oficial da temporada. Anderson Martins, Pablo, Reinaldo e Hudson fizeram os gols tricolores, enquanto Bruno Peres, contra, anotou a favor do time visitante.

O Tricolor encontrou algumas dificuldades, especialmente no primeiro tempo, quando a marcação forte do Mirassol complicou a saída de bola do time de Jardine. Mas o time da casa voltou melhor na segunda etapa, construiu a vantagem e ainda contou com a expulsão do zagueiro Leandro Amaro, ex-Palmeiras.

Leia também:
PVC: A piada do Santos e a goleada são-paulina
Juca Kfouri: Mira só: o São Paulo virou e goleou
Menon: 7 motivos de alegria tricolor
André Rocha: SP goleia com pragmatismo, depois beleza. Jardine vence

Com a vitória, o São Paulo soma seus primeiros três pontos no grupo D do Paulista, que conta também com Oeste, Botafogo-SP e Ituano. O time volta a campo na próxima quinta (24), contra o Novorizontino, fora de casa. Já o Mirassol está zerado no grupo C, que tem Corinthians, Bragantino e Ferroviária, e pega na próxima rodada o Red Bull, também na quinta-feira.

MENON ANALISA A ESTREIA DO SÃO PAULO NO PAULISTÃO

UOL Esporte

O melhor: Reinaldo

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Em um jogo que teve vários períodos de pouca criatividade do São Paulo, o lateral esquerdo foi uma das principais armas ofensivas do time. Com muita energia pelo lado do campo e boas batidas na bola, ele deu a assistência para o gol de Pablo e ainda marcou o terceiro ao aproveitar cruzamento de Nenê.

O pior: Leandro Amaro

O zagueiro do Mirassol não teve uma jornada feliz no Pacaembu. Além de sofrer com a movimentação constante de Pablo, ainda foi expulso no começo do segundo tempo após cometer duas faltas mais fortes em sequência, praticamente acabando com as chances de reação da equipe do interior.

São Paulo começa bem, mas cai de ritmo

Os primeiros minutos do São Paulo no Pacaembu foram excelentes. A equipe subiu a marcação, tirou espaços do Mirassol com pressão forte e passou a encurralar o time visitante. Mas o ritmo caiu rapidamente, e a partir dos dez minutos o Tricolor começou a abusar dos lançamentos longos para Pablo, que surtiram pouco efeito. A dificuldade na saída de bola e o jogo físico do rival atrapalharam a equipe de Jardine no primeiro tempo.

Tricolor perde gol e é castigado

Aos 11 minutos, Helinho quase abriu o placar para o São Paulo, mas não conseguiu completar na segunda trave o cruzamento de Éverton que veio da esquerda. O castigo veio no lance seguinte. O Mirassol escapou pela direita nas costas de Reinaldo e cruzou rasteiro; Marcão dividiu com a defesa tricolor e Bruno Peres acabou fazendo gol contra, colocando o time do interior na frente.

Anderson Martins empata de cabeça

Com pouca inspiração e encontrando muita dificuldade para superar a marcação forte do Mirassol, o jeito para o São Paulo foi apostar na bola parada. Aos 29 minutos, após batida de escanteio de Nenê da esquerda, Anderson Martins subiu com liberdade e cabeceou forte, em cima do goleiro Matheus Aurélio, que não conseguiu evitar o empate. Foi o segundo gol do zagueiro com a camisa tricolor.

Pablo vira o jogo no segundo tempo

O São Paulo voltou aceso no segundo tempo e virou o placar logo aos 5 minutos, novamente na bola parada. Reinaldo levantou na área em cobrança de falta e Pablo desviou firme de cabeça na primeira trave, sem chances de defesa para Matheus Aurélio. Foi o primeiro gol oficial do novo centroavante tricolor pelo clube.

Leandro Amaro é expulso e SP faz o terceiro

Pouco depois do segundo gol são-paulino, o Mirassol se viu em situação ainda mais complicada com a expulsão de Leandro Amaro. O ex-zagueiro do Palmeiras, que já havia levado cartão amarelo no começo do segundo tempo, cometeu falta dura em Bruno Peres e acabou indo para o chuveiro mais cedo. Na cobrança da falta, Nenê acertou o travessão, e na sequência da jogada, o próprio Nenê cruzou rasteiro para Reinaldo fazer o terceiro.

Hudson fecha a goleada

Com um a mais, o São Paulo cresceu na partida e passou a controlar mais as ações. E não demorou para chegar às redes mais uma vez. Aos 20 minutos, Bruno Peres cruzou de calcanhar e Hudson aproveitou a bola na entrada da área, enchendo o pé para fazer o quarto gol da equipe.

Carneiro dá sumiço e vira desfalque

Rubens Chiri/saopaulofc.net
Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O atacante Gonzalo Carneiro estava relacionado para a partida, mas não apareceu no centro de treinamentos do São Paulo antes do jogo e foi desfalque de última hora para André Jardine. A diretoria tricolor considerou a ausência como um ato de indisciplina e deve multar o uruguaio, que tem sondagens de equipes de seu país para deixar o clube do Morumbi.

Problemas para entrar no Pacaembu

Bruno Grossi/UOL Esporte
Imagem: Bruno Grossi/UOL Esporte

A torcida do São Paulo enfrentou muitos problemas na entrada do Pacaembu, o que causou longas filas e deixou boa parte do público do lado de fora enquanto a bola já estava rolando. As dificuldades foram causadas por falhas no sistema das catracas da empresa Total Acesso. Funcionários chegaram a culpar uma suposta falta de energia no estádio, o que foi rechaçado pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 4 x 1 Mirassol

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 19/01/2019
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luís Marques

Gols: Bruno Peres (contra), aos 12, e Anderson Martins, aos 29 minutos do primeiro tempo; Pablo, aos 5, Reinaldo, aos 12, e Hudson, aos 20 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Hudson e Helinho (São Paulo); Leandro Amaro e Léo Baiano (Mirassol)
Cartão vermelho: Leandro Amaro (Mirassol)

São Paulo: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Hudson (Liziero) e Jucilei; Helinho (Brenner), Nenê e Éverton; Pablo (Éverton Felipe). Técnico: André Jardine

Mirassol: Matheus Aurélio; Daniel Borges, Riccieli, Leandro Amaro e Alex Ruan; Léo Baiano e Wellington Simião; Marquinho (Lelê), Jean Carlos (Sandoval) e Felipe Augusto; Carlão (Yuri). Técnico: Moisés Egert

Mais Futebol