Topo

Paulista - 2019


Golaço de Hernanes dá vitória e paz ao São Paulo antes da Libertadores

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

2019-02-03T18:59:48

03/02/2019 18h59

O São Paulo terá menos pressão e certa paz para se preparar para decisão na Copa Libertadores no meio da semana. O responsável por fazer a equipe de André Jardine reencontrar o caminho das vitórias foi Hernanes, que brilhou ao fazer um golaço e ser decisivo no triunfo deste domingo (3) sobre o São Bento por 1 a 0, no Estádio do Pacaembu, pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

No fim, Jonathan Gómez ainda parou em Henal em cobrança de pênalti. Com o triunfo, o Tricolor chegou a nove pontos e ocupa a liderança do grupo D do Estadual. O time do interior, por sua vez, segue na lanterna da chave B, com apenas dois pontos ganhos.

Na próxima quarta-feira (6), o São Paulo terá a primeira decisão no ano. O clube viaja para Córdoba, Argentina, e enfrenta o Talleres às 21h30 pela partida de ida segunda fase da Copa Libertadores. O confronto mata-mata será decidido no Morumbi uma semana depois.

O melhor: Igor Vinícius aproveita chance e vai bem

Marcello Zambrana/AGIF
Recém-chegado, Igor Vinicius teve bom desempenho na lateral direita Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Tem um motivo para o lado direito ter sido o mais utilizado pelo São Paulo neste domingo: a tarde inspirada de Igor Vinícius. Muito à vontade, o lateral foi uma opção muito boa nas ações ofensivas, tanto nas pontas quanto pelo meio, quando procurava tabelar com os companheiros de frente. Driblou muito, sofreu mais de uma falta perigosa e aproveitou a chance dada por Jardine.

O pior: Everton Felipe não se encontra e sai

Escalado ao lado de Gonzalo Carneiro e Helinho na linha de frente, o meio-campista definitivamente não se encontrou em campo. Perdido no posicionamento em muitos lances, também tomou decisões erradas quando esteve com a bola, desperdiçando algumas chances. Não à toa, acabou trocado já na volta do intervalo pela jovem promessa Antony.

Hernanes abre o placar com um golaço

A equipe de Jardine voltou mais ligada e disposta a furar o bloqueio do São Bento. Depois de algumas tentativas, contou com o brilho do Profeta. Hernanes recebeu passe na entrada da área, driblou e bateu de esquerda para fazer um golaço. A bola ainda tocou a trave antes de balançar as redes. Araruna, que deu o passe para o camisa 15, chegou à segunda assistência em 43 jogos pelo clube - foi apenas a nona vez que ele atuou como volante.

Gómez perde pênalti no fim

Bruno Alves recebeu passe em contra-ataque e cruzou para o meio. João Paulo tentou cortar, mas o árbitro anotou penalidade por considerar que ele desviou a bola com o braço. Jonathan Gómez, no entanto, desperdiçou a penalidade parando em Henal.

Estreia do Profeta como titular tem brilho e protagonismo

Ale Cabral/AGIF
Hernanes fez a primeira partida como titular no Paulistão e marcou golaço Imagem: Ale Cabral/AGIF

O principal reforço para a temporada fez seu primeiro jogo começando entre os titulares. O camisa 15, que havia entrado no meio da derrota para o Guarani, começou apagado, participando pouco da criação, mas aos poucos foi entrando no jogo até ser decisivo. Antes de marcar um golaço, bateu falta que obrigou Henal a espalmar, arriscou chutes de longe e deu passe bonito para Helinho. Aos 25 da etapa final, saiu para a entrada de Jonathan Gómez.

São-paulinos bombardeiam, mas bola não entra

O Tricolor voltou com tudo e por pouco já não abriu o placar. Após belo passe de Hernanes, Helinho cruzou para a área, e a bola ficou viva. Igor Vinícius chutou, mas na confusão acabou prensado pelo próprio companheiro de equipe Araruna. Em uma nova sobra, Carneiro finalizou, e Henal espalmou, deixando uma nova oportunidade para os são-paulinos. Antony pegou o terceiro rebote, mas também parou no goleiro.

São Paulo domina, só que visitantes chegam e fazem gol impedido

A equipe de Jardine tinha domínio quase que absoluto da posse de bola nos 20 primeiros minutos. É verdade que forçou alguns lançamentos e tentou jogadas pelas beiradas do campo, mas não assustou efetivamente a meta adversária neste começo. Quem levou perigo mesmo foi Alex Maranhão, que acertou chute forte após bonita ajeitada de peito de Alecsandro. Acontece que a arbitragem anulou o gol por impedimento do experiente atacante na hora do pivô - a condição era duvidosa.

Garotos da base vão bem em teste

Tanto o zagueiro Rodrigo quanto o ponta Antony, destaque do São Paulo na Copa São Paulo deste ano, foram bem e aproveitaram a chance dada por Jardine antes da decisão pela Libertadores. O defensor foi seguro e não comprometeu ao lado de Bruno Alves. Já Antony incendiou com velocidade e dribles e foi muito melhor que Everton Felipe, que havia começado como titular.

Edson Ratinho pede bola a adversário e comete falta técnica

Everton Felipe recebeu passe na entrada da área e tinha totais condições de jogo. O meia-atacante, no entanto, mandou a bola para onde não tinha ninguém, na esquerda. Ele recebeu um pedido para passar e atendeu, imaginando que fosse um companheiro, mas na verdade o grito veio de Edson Ratinho. Próximo ao lance, o árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araujo advertiu o jogador do time do interior e anotou falta técnica.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 x 0 SÃO BENTO


Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 3 de fevereiro de 2019, domingo, às 17h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo
Cartões amarelos: Hudson (São Paulo); João Paulo, Edson Ratinho e Guilherme Romão (São Bento)
Gol: Hernanes, aos 15 minutos do segundo tempo;

SÃO PAULO: Jean; Igor Vinícius (Hudson), Bruno Alves, Rodrigo e Léo; Willian Farias, Araruna e Hernanes (Jonathan Gómez); Helinho, Gonzalo Carneiro e Everton Felipe (Antony). Técnico: André Jardine.

SÃO BENTO: Henal, Éverton Silva, Ewerton Páscoa, Diego Ivo e Guilherme Romão; João Paulo, Fábio Bahia, Edson Ratinho, Paulinho (Tiago Luis) e Alex Maranhão (Mazola); Alecsandro (Henan). Técnico: Marquinhos Santos.