Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


Ex-jogador notifica SPFC e diz ter direito a percentual em venda de Antony

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro

25/04/2019 04h00

Ex-jogador na década de 70 e ex-treinador das categorias de base do São Paulo na década de 90, Paulo Nani notificou judicialmente o clube do Morumbi alegando ter direito a 5% de qualquer venda de Antony, uma das revelações do Campeonato Paulista. Nani possui um contrato que foi firmado com o São Paulo em 2014, durante a gestão de Carlos Miguel Aidar, quando o atacante tinha apenas 14 anos. Pelo documento, o clube se comprometia a, caso a promessa se tornasse profissional, repassar 5% de qualquer negociação.

Além de Aidar, assinam o contrato o então vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro, o então diretor financeiro Osvaldo de Abreu e o diretor jurídico Leonardo Serafim, que chefia o mesmo departamento na atual gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva. A empresa 4ComM, que gere a carreira de Antony, afirma que não possui nenhum vínculo profissional com Paulo Nani. Aidar renunciou à presidência do São Paulo em 2015, depois de ser gravado por Gil Guerreiro negociando repasses de comissões na contratação de atletas. (Por Pedro Lopes)

São Paulo define amanhã os números das camisas

O mistério para os tricolores vai acabar amanhã. Segundo apurou a De Primeira, o São Paulo deve divulgar nesta sexta-feira quais serão os números das camisas utilizadas pelos jogadores neste Campeonato Brasileiro. O time comandado pelo técnico Cuca faz a sua estreia no sábado, no Morumbi, contra o Botafogo.

Mais UOL de Primeira