Tite faz cobrança interna após disparada de lesões no elenco do Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

    Willians, ausente de decisão no Uruguai, é 11º jogador lesionado do Corinthians em 2016

    Willians, ausente de decisão no Uruguai, é 11º jogador lesionado do Corinthians em 2016

O baixo número de lesões na última temporada é um daqueles temas que passam quase imperceptíveis, mas contribuíram para que Tite tivesse quase sempre seus principais jogadores à disposição na conquista do Campeonato Brasileiro. Em 2016, o que era virtude se tornou preocupação.  

Nas últimas quatro partidas, três delas decisivas, o Corinthians teve desfalques. Rodriguinho e Danilo, por problemas musculares, e Giovanni Augusto, por uma lesão no tornozelo, não atuaram. Já nesta quarta, o problema da vez será o reserva Willians, o que deixa Tite sem substituto imediato para o caso de Bruno Henrique ter algum problema contra o Nacional-URU. A situação tem incomodado Tite. 

Recentemente, segundo apurou a reportagem, o treinador fez cobranças internas para outros membros da comissão técnica para que os problemas físicos diminuam. Em comparação com os quatro primeiros meses de 2015, os números são maiores. Na temporada passada, foram sete lesões. Neste ano, são 12. Vale atenção para os problemas musculares: dois no último ano, seis em 2016. 

Até o ano passado, esse processo de prevenção de lesões era feito por Bruno Mazziotti, fisioterapeuta que se mudou para a China, onde trabalha com Mano Menezes. Hoje, o trabalho é centralizado no analista biomecânico Luciano Moreira Rosa, que já dividia responsabilidades em 2015. Mas, internamente, as principais críticas são feitas ao médico Ivan Grava na recuperação de três jogadores em especial.

O caso de maior repercussão foi com Elias, que demorou quase três semanas para constatar uma lesão na perna esquerda. Além dele, há críticas ao departamento médico por conta da recuperação lenta de Rildo, que voltou à mesa de cirurgia por uma bactéria no ombro - recentemente, o atacante sofreu lesão importante no tornozelo após entrada do lateral Edílson em treinamento. 

Nos últimos dias, o terceiro episódio. Rodriguinho acusou problema muscular contra o São Bernardo, foi substituído e poupado no fim de semana diante do Ituano. Ele voltou a jogar na quarta-feira seguinte em partida diante da Ponte Preta, acusou o mesmo problema e parou por cinco jogos. 

Consultor médico corintiano e responsável pelo departamento médico, Joaquim Grava foi indicado pelo clube para comentar sobre o número de lesões de 2016. Segundo ele, "a única lesão mesmo desse ano foi do Rodriguinho. Os outros casos são apenas edemas. No caso dele, tinha um edema na musculatura, foram feitos os exames, ele tratou e foi para o jogo sem queixa nenhuma. Mas no jogo sentiu o posterior da coxa, um caso semelhante ao Dudu, do Palmeiras", comparou. 

Joaquim ainda salienta que as lesões traumáticas não podem ser prevenidas e que é Luciano Moreira Rosa quem já possuía conhecimento sobre o trabalho e segue com essa atribuição em 2016. A reportagem também tentou contato com o preparador Fábio Mahseredjian, auxiliar permanente do treinador Tite, mas não conseguiu realizar entrevista. 

As 12 contusões dos quatro primeiros meses de 2016. Em negrito, lesões musculares

Rildo - bactéria no ombro esquerdo e fratura no tornozelo direito - 22 jogos e mais 2 meses
Elias - fissura na fíbula da perna esquerda - 14 jogos
Marlone - lesão no tornozelo esquerdo - 13 jogos
Cristian - lesão muscular na panturrilha direita - 9 jogos
Rodriguinho - lesão muscular na coxa direita - 5 jogos

Walter - fissura na costela - 4 jogos
Giovanni Augusto - lesão ligamentar no pé e tornozelo direito - ausência estimada de 1 mês
Isaaclesão ligamentar no tornozelo direito - ausência estimada de 1 mês
Cássio - lesão muscular na coxa esquerda - 2 jogos
Willians - lesão muscular na coxa direita - 2 jogos
Danilo - contratura muscular na panturrilha direita - 2 jogos
Edílson - lesão muscular na coxa direita - 1 jogo


As 7 contusões dos quatro primeiros meses de 2015. Em negrito, lesões musculares

Fábio Santos - lesão no menisco do joelho direito - 17 jogos ausente
Mendoza - lesão na coxa esquerda - 10 jogos
Bruno Henrique - luxação no cotovelo esquerdo - 6 jogos
Emerson - inflamação no joelho direito - 5 jogos
Luciano - lesão muscular na coxa direita - 5 jogos
Renato Augusto - entorse no tornozelo esquerdo - 3 jogos
Danilo - tendinite no calcanhar - 3 jogos

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos