Fifa marca julgamento de Guerrero e mantém suspensão preventiva por doping

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Thiago Ribeiro/AGIF

    Paolo Guerrero vive momento delicado e terá julgamento fundamental no dia 30

    Paolo Guerrero vive momento delicado e terá julgamento fundamental no dia 30

Flamengo e Paolo Guerrero sofreram um novo baque nesta sexta-feira (10). A Fifa não aceitou o pedido da defesa e manteve a suspensão preventiva do atacante por doping. Ele segue sem poder atuar pelo Rubro-negro e pela seleção peruana. O julgamento, inclusive, foi marcado e será realizado no dia 30 de novembro, em Zurique, na Suíça.

O resultado da contraprova também foi revelado e confirmou o positivo para benzoilecgonina - metabólito presente na cocaína. Agora, os advogados reúnem os laudos para provar que a substância apareceu no organismo do atacante de forma indireta. Paolo Guerrero já afirmou que não consumiu a droga.

A principal estratégia da defesa está em uma contaminação cruzada com folhas de coca através de chá antigripal ingerido pelo camisa 9 antes do jogo entre Peru e Argentina, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

A aposta também está no índice da substância presente na urina do jogador, o que facilitaria a tese da contaminação acidental. Os advogados estão otimistas, mas Guerrero segue sem poder atuar. Caso seja considerado culpado, o peruano pode receber uma advertência ou até quatro anos de suspensão.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) será braço importante na defesa de Paolo Guerrero. A entidade disponibilizará todos os laudos dos exames antidoping realizados pelo atacante do Flamengo desde que chegou ao Brasil, em 2012. Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos