Na zona de rebaixamento do Francês, Lille demite técnico Bielsa

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / FRANCOIS LO PRESTI

Após um início de temporada pífio, além de polêmicas nos bastidores, o técnico Marcelo Bielsa foi demitido nesta sexta-feira (15) pelo Lille. O clube francês informou o rompimento contratual por meio de seu Twitter oficial.

Sob o comando do argentino, a equipe dos brasileiros Luiz Araújo, Thiago Maia e Thiago Mendes venceu apenas cinco jogos em 17 rodadas do Campeonato Francês, ocupando atualmente a 18ª posição na tabela com 18 pontos. Primeiro da zona de rebaixamento, o Lille tinha ambições de brigar por posições mais altas na tabela ao contratar o badalado Bielsa e o trio de brasileiros, que chegou à França no meio do ano.

 A situação do treinador já era delicada no Lille desde o final de novembro, quando Bielsa foi "suspenso momentaneamente" pelo clube, uma decisão motivada não só pelo desempenho ruim do time, mas por uma viagem feita sem a anuência da diretoria para o Chile.

Bielsa teria viajado para a América do Sul para visitar o preparador físico Luis Bonini, com quem trabalhou no Athletic Bilbao e que lutava contra um câncer no estômago. O antigo colega do técnico argentino morreu na noite do dia 23 de novembro, em decorrência da doença.

Clube e treinador negociaram os termos da demissão, contestados por Bielsa na comissão jurídica da Liga de Futebol Profissional (LFP) Francesa. O clube pretendia demitir o argentino por justa causa, visto que ele desacatou a direção ao viajar para o Chile.

Defendendo seus direitos após ser afastado pelo Lille, Bielsa teria pedido uma indenização de 9,5 milhões de euros por danos morais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos