Tevez apoia envolvidos em escândalo Boca e ri ao dar autógrafo a corintiano

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Instagram/bocajrsoficial

    Carlos Tévez em ação contra o Aldovisi em sua reestreia pelo Boca

    Carlos Tévez em ação contra o Aldovisi em sua reestreia pelo Boca

Carlos Tevez reestreou pelo Boca Juniors com revés por 4 a 2 nos pênaltis após empate por 2 a 2 com o Aldovisi, em amistoso de pré-temporada, na última quarta-feira (18). Depois do jogo, o atacante defendeu seus colegas de equipe acusados de violência de gênero.

Antes da partida, os colombianos Edwin Cardona e Wilmar Barrios foram retirados da concentração do Boca. Os jogadores foram denunciados por duas mulheres por ameaças, lesões e privação ilegítima de liberdade.

"Todo o apoio para eles. Estamos tentando ver como podemos ajudá-los. É um caso pessoal. O grupo os apoia", disse Tevez, após a partida.

Em sua caminhada rumo ao ônibus do Boca Juniors, Tevez ainda chamou a atenção por outros dois fatos. No primeiro, o atacante deu sua camisa para Franco Greco, jogador da seleção argentina de futebol sobre cadeira de rodas, que o esperava na saída do estádio.

Já dentro do ônibus, um autógrafo fez com que Tevez exibisse um sorriso. Enquanto assinava camisas do Boca Juniors, um modelo do Corinthians do ano em que o atacante jogou no Brasil foi entregue em suas mãos. Enquanto dava o autógrafo, um grito de "Timão" foi ouvido e Tevez deu risada, no vídeo feito pela "ESPN" da Argentina.

Reprodução/ESPN Argentina

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos