Corinthians diz que reabriu conversa com Caixa por Arena: "Sem truculência"

Do UOL, em São Paulo

  • Diego Salgado/UOL Esporte

Depois de publicações dos jornais Folha de S. Paulo e O Globo nesta segunda-feira (5), ambas referentes à Arena Corinthians e a Caixa Econômica, o Corinthians se manifestou por meio de nota oficial. Diretor de marketing, Luís Paulo Rosenberg foi o responsável por retomar conversas por conta de renegociações pelo financiamento do estádio. O clube diz, porém, não ter recebido ameaças de que terá executadas garantias do financiamento feito pelo BNDES - no caso, o Parque São Jorge. 

"A diretoria do Sport Club Corinthians Paulista, representada por Luís Paulo Rosenberg, manteve conversas com a diretoria da Caixa durante toda a tarde. O clube já procura colocar o endividamento referente à construção da Arena Corinthians em ordem o mais rápido possível, e as negociações prosseguirão também com a Odebrecht", declarou em nota o clube. 

"O clima entre todas as partes é muito favorável, e o respeito é mútuo. O clube reforça ainda que não foi demonstrada, em momento algum, truculência por parte da Caixa com ameaças sobre o Parque São Jorge. O clube manterá as corintianas e os corintianos informados na medida dos avanços nas negociações", completou o Corinthians. 

Conforme publicado pelo UOL Esporte em dezembro, o Corinthians retomou o pagamento do financiamento da Arena após aproximadamente um ano e meio, já na reta final da gestão Roberto de Andrade. O banco responsável pelo recebimento da quantia, porém, solicitou garantias para selar um novo acordo, o que foi negado em votação do Conselho de Orientação Fiscal do clube. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos