Balbuena ironiza Palmeiras por querer anular final: 'Não era Paulistinha?'

Do UOL, em São Paulo

  • Corintianos reprovaram tentativa do Palmeiras em anular partida realizada no Allianz

    Corintianos reprovaram tentativa do Palmeiras em anular partida realizada no Allianz

Os jogadores do Corinthians não deram importância ao pedido do Palmeiras em anular a partida que deu o título ao time alvinegro, no domingo. A diretoria alviverde alega que houve interferência externa na decisão que cancelou o pênalti de Ralf em Dudu. O zagueiro Balbuena ironizou a postura do Palmeiras em querer invalidar a vitória corintiana.

Balbuena lembrou da declaração dada pelo presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, que chamou o torneio de "Paulistinha" após a partida.

"Eles falaram que era um 'Paulistinha' e agora estão querendo voltar atrás? Não acredito que querem voltar um jogo por causa de um lance errado. Se eles ganhassem o título com um pênalti que não foi, seria um campeonato manchado? Enfim, eles vão fazer a parte deles", comentou Balbuena à "ESPN Brasil"

O Palmeiras divulgou, na noite de terça, um vídeo com imagens do circuito interno do Allianz Parque que mostram a movimentação de Dionísio Roberto Domingos, diretor de arbitragem da FPF (Federação Paulista de Futebol), no ápice da confusão da final do último domingo. Na visão do clube, as imagens evidenciam interferência externa no trabalho da arbitragem durante o segundo jogo da final do Campeonato Paulista, vencido pelo Corinthians no Allianz Parque.

Outros corintianos falaram sobre tentativa do Palmeiras em anular jogo:

Romero:

"A gente já comemorou. Para nós já passou, começou a semana do Brasileirão. Foi bom comemorar na casa deles, contra um rival muito difícil, sabíamos que seria difícil pela qualidade do elenco do Palmeiras. E a gente deixa eles, procurarem o que eles querem. A primeira vez que eu comemoro um título na casa do rival e foi muito bom", disse Romero à "ESPN Brasil".

Fágner:

"Nós no Corinthians não temos que nos meter nada. Fomos lá, fizemos nosso papel, revertemos uma desvantagem, vencemos nos pênaltis. Eles estão no direito dele, mas não temos que nos meter, já curtimos o momento, a conquista e isso ficará marcado na nossa história e carreira".

Ralf:

"Não foi só no jogo de domingo, foi no decorrer da competição que conquistamos esse título. Tivemos a felicidade de o Cássio estar em um momento feliz".

Cássio:

"Pelo que vi a briga do Palmeiras é com a Federação, não falaram do Corinthians em nenhum momento. Nós somos felizes. Isso é problema deles. Já nos apresentamos focados em domingo agora. Fomos campeões com trabalho. Agora a gente está focado no Brasileirão".

Entenda o caso

No segundo tempo da partida vencida pelo Corinthians, o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza chegou a apitar pênalti de Ralf sobre Dudu. No entanto, após longa deliberação, o juiz voltou atrás e não deu a infração. O Palmeiras tem certeza de que houve influência externa na decisão do árbitro.

De domingo para cá, o presidente Maurício Galiotte já chamou o Campeonato Paulista de "Paulistinha", rompeu relações com a FPF de maneira oficial - o que incluiu um boicote à festa do estadual, que teve Jailson e mais oito alviverdes premiados - e fez três grandes exigências à entidade para o Paulista 2019, como o auxílio do árbitro de vídeo e a gravação de todos os áudios de comunicação da arbitragem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos