Andrés diz que Fla tentou Carille e Rodriguinho e ataca Bandeira por CBF

Pedro Ivo Almeida, Rodrigo Mattos e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Daniel Vorley/AGIF

O presidente corintiano Andrés Sanchez, presente à eleição de Rogério Caboclo nesta terça-feira (18) na CBF, fez duras críticas a Eduardo Bandeira de Melo, presidente do Flamengo. Em tom agressivo, Sanchez reclamou da posição do Fla sobre a disputa eleitoral pelo comando do futebol brasileiro. Bandeira, na sequência, se defendeu.  

"Não votamos no Caboclo, mas não estamos juntos. Eu venho aqui, me posiciono, cadê ele?", perguntou Andrés. "Deve estar lá sondando o Rodriguinho, querendo o Carille. Isso que ele fez. Ofereceu R$ 1 milhão por mês para levar o Carille. Não vai levar. Tentou tirar o Rodriguinho. Não vai tirar. Dou 50% de desconto na multa do Rodriguinho e garanto que ele não leva. Gestão de nada. Ele vai sair e a conta vai chegar pro Flamengo", esbravejou Sanchez, em contato com o UOL Esporte na saída da sede da CBF.

A discórdia entre ambos, opositores à eleição de Caboclo, é em função de posicionamentos distintos no caso. Sanchez foi ao Rio de Janeiro para votar em branco no pleito da CBF. O Flamengo, por sua vez, não foi até a entidade e se absteve. Andrés ainda criticou o presidente da entidade. 

"Vocês viram o discurso. Ele (Caboclo) foi claro ao falar que trabalhará por quem votou nele. Acho que Flamengo, Corinthians e Atlético-PR terão problemas", citou. 

Pessoas próximas a Carille e a Rodriguinho, consultadas pela reportagem, confirmaram as procuras recentes por parte do Flamengo. De acordo com a apuração, o vice presidente de futebol do time carioca, Ricardo Lomba, procurou o agente de Carille, Paulo Pitombeira, há cerca de dez dias para buscar a contratação. Já a proposta a Rodriguinho era de R$ 700 mil mensais e foi feita na última semana. 

No início da noite, em novo contato com o UOL, Andrés Sanchez confirmou informações apuradas pela reportagem e rebateu as negativas de Bandeira de Mello. "Ele negou? Eu reafirmo. Procuraram sim, não preciso mentir".

O treinador, que recusou também oferta do Atlético-MG no início da temporada, se mostrou novamente comprometido com o Corinthians e o contrato válido por duas temporadas. Já o atleta, destaque do clube em 2018, não tem interesse em se mudar e sonha com uma oportunidade na lista de Tite para o Mundial. 

Depois das declarações, Bandeira se defendeu. "Eu acho absoluto disparate. Nunca foi feita nenhum tipo de proposta pelo Rodriguinho ou pelo Carille e muito menos por esses valores. Deve ter alguém enganando alguém. Não sei de onde está vindo toda essa raiva aí, realmente não temos interesse, embora não tenhamos nada contra os profissionais citados. Não fizemos nenhuma proposta por eles", argumentou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos