Jailson reforça condição de "intocável" e se aproxima de marca histórica

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

    Surpresa de Roger em janeiro, Jailson faz grande temporada pelo Palmeiras

    Surpresa de Roger em janeiro, Jailson faz grande temporada pelo Palmeiras

A grande atuação de Jailson na vitória sobre o Boca Juniors por 2 a 0, na última quarta-feira, em La Bombonera, consolidou a condição de "intocável" do goleiro na equipe do Palmeiras em 2018. Desde que foi surpreendentemente escolhido por Roger Machado como titular no início do ano, desbancando o ídolo Fernando Prass e o recém-contratado Weverton, o camisa 42 tem dado mostras consecutivas de que a decisão foi acertada, e agora se aproxima de uma nova marca histórica.

Se o Palmeiras vencer ou empatar com a Chapecoense neste domingo com Jailson em campo, o goleiro vai se isolar na segunda colocação da lista de palmeirenses com maior invencibilidade pelo Campeonato Brasileiro. Atualmente, ele acumula 26 jogos seguidos sem perder na competição, empatado com ninguém menos que Ademir da Guia, Emerson Leão, Ronaldo, Eurico e Zeca. O líder é Edu Bala, com uma série invicta de 34 partidas.

Roger sempre diz que os critérios para a escolha de Jailson como titular foram técnicos e táticos, com base nos relatórios dos preparadores Oscar Rodriguez e Danilo Minutti. O goleiro correspondeu sendo escolhido não só o melhor de sua posição no Campeonato Paulista, mas também o craque do torneio. Com o boicote o Palmeiras à FPF após a final contra o Corinthians, porém, ele não esteve presente na festa de encerramento para receber seus prêmios.

Já diante do Boca, o goleiro de 36 anos fez duas defesas cruciais no segundo tempo, justamente quando o time argentino vivia seu momento de maior pressão na partida, para garantir o placar favorável. Jailson foi reconhecido pelos torcedores ao ser eleito em votação nas redes sociais o destaque do jogo, à frente de Keno e Lucas Lima, que fizeram os gols da vitória inédita em Buenos Aires.

O momento de Jailson é tão bom que a briga entre os goleiros do Palmeiras se limita apenas a definir quem é o reserva imediato. Contra o Boca, Weverton foi o escolhido para ficar no banco, com Prass cortado, já que a Libertadores permite apenas sete atletas entre os suplentes.

Contratado do Ceará em outubro de 2014, quando o Palmeiras brigava para não ser rebaixado no ano de seu centenário, Jailson nunca perdeu com a camisa alviverde pelo Campeonato Brasileiro. Considerando todas as competições oficiais, o goleiro acumula 52 jogos pelo time, com 34 vitórias, 14 empates e quatro derrotas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos