Alvo de rixa entre Palmeiras e Corinthians, Gil não deixará a China agora

Danilo Lavieri e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em São Paulo e no Rio de Janeiro

  • Lucas Figueiredo/Mowa Press

    Gil dá entrevistas na seleção brasileira

    Gil dá entrevistas na seleção brasileira

Na última sexta-feira (27), Andrés Sanchez colocou Gil como alvo de disputa entre Palmeiras e Corinthians. A verdade, no entanto, é que o zagueiro não deixará a China neste momento, segundo apurou o UOL Esporte com o estafe do defensor.

Embora o presidente alvinegro tenha dito que há uma tentativa dos rivais em repatriar o atleta, sua transferência é improvável. Com muita moral no Shandong Luneng, ele tem contrato até 2019 e recebe um salário muito acima dos padrões do futebol brasileiro.

Embora tenha deixado de constar nas convocações de Tite, ele vive situação de estabilidade e titularidade absoluta do outro lado do mundo. Até por isso, uma negociação por empréstimo é descartada e a compra dos direitos dele seria a única forma de viabilizar a transação.

O Palmeiras tentou abrir conversas com o jogador no início do ano, mas não teve sucesso justamente por essas condições. Não é segredo para ninguém que o clube busca um zagueiro após os fracassos nas apostas em Juninho e Luan. Gil foi o primeiro citado, mas a negociação não evoluiu.

No Alviverde, a explicação para o discurso de Andrés é de uma tentativa de desestabilizar o rival a todo custo. É a terceira vez que ele usa os microfones para tentar dar detalhes de bastidores palmeirenses. Em duas delas, inclusive, citou detalhes da situação de Dudu. O Corinthians, por sua vez, tem ido ao mercado para tentar reforçar seu elenco, mas ainda não teve sucesso em negociações com nomes grandes. A primeira – e fracassada – tentativa foi com Alex Teixeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos