Como "sucessor de Messi" pode ajudar Cristiano Ronaldo a reinar na Juventus

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • MIGUEL MEDINA/AFP

    Dybala já foi classificado como "sucessor de Messi" e agora pode ajudar CR7

    Dybala já foi classificado como "sucessor de Messi" e agora pode ajudar CR7

Há praticamente uma década, Cristiano Ronaldo e Messi polarizam o posto de principal jogador do planeta. Esta dicotomia chegou ao fim, pelo menos em relação às disputas semanais no Campeonato Espanhol. O português deixou o Real Madrid rumo à Juventus e pode contar com a ajuda de um candidato a sucessor do craque do Barcelona para seguir no topo, mesmo em um cenário menos midiático com a nova vida em Turim.

Paulo Dybala surgiu como um fenômeno. Contratado pela Juventus em 2015 por 32 milhões de euros, valor alto na época, o meia-atacante rapidamente aprendeu a conviver com as comparações com o grande nome do futebol argentino, sendo apontado como o futuro sucessor do craque do Barça, já que possuem estilo de jogo e atuam em uma faixa parecida no campo.

Reprodução/Twitter

Ainda em 2015, o hoje consolidado atleta do clube mais vitorioso da Itália recebeu a primeira chance de atuar pela seleção alviceleste e se alinhar a Lionel Messi. Até mesmo treinadores renomados como Carlo Ancelotti promoveram comparações entre os dois.

Entretanto, Dybala jamais se sentiu tão à vontade de azul quanto vestindo preto e branco. Na Copa da Rússia, por exemplo, atuou por apenas 22min em quatro jogos no bagunçado time de Jorge Sampaoli. Na Juventus, entretanto, a situação é oposta.

O próprio camisa 10 da Juventus reconheceu publicamente que era "difícil jogar com Messi" na Argentina, já que ambos se movimentavam e ocupavam faixas semelhantes no gramado. Com Cristiano Ronaldo, entretanto, será diferente, e mesmo Dybala já fez questão de se mostrar confortável com a chegada do nome que ofuscará o seu protagonismo em Turim.

Assim que confirmado o acordo com Cristiano Ronaldo, Dybala usou as redes sociais para dar as boas-vindas ao melhor jogador do mundo, contratação mais cara da história da Juventus. Sem qualquer obrigação, o argentino recepcionou o novo camisa 7 com uma mensagem também em português, além do italiano do país que joga e o espanhol de origem.

O jovem argentino de 24 anos, aliás, é um dos nomes mais influentes da Juventus na atualidade. Querido por veteranos como Chiellini e Buffon, agora transferido para o Paris Saint-Germain, o argentino é próximo do brasileiro Douglas Costa, que publicamente ressalta a importância de Dybala na sua adaptação à Itália.

Fora este papel fora das quatro linhas, o jogador é decisivo em campo e provavelmente será quem mais vai dialogar com Cristiano Ronaldo com a bola nos pés. No esquema tático de Massimiliano Allegri, Dybala atua atrás do centroavante e com liberdade total para invadir a área.

À vontade na Juve, Dybala soma números que o credenciam a ser o grande coadjuvante de Cristiano Ronaldo nesta nova Era. Na temporada passada, o camisa 10 anotou 22 gols e distribuiu cinco assistências durante a campanha vitoriosa no Campeonato Italiano.

Segundo o site de estatística Who Scored são dois passes decisivos por partida; 2,6 contando apenas os duelos pela Liga dos Campeões – liderou o quesito no elenco durante a temporada 2017-2018.

São números que exaltam o quanto Dybala, justamente um sucessor de Lionel Messi para os próximos anos de Argentina, pode ser fundamental para Cristiano Ronaldo seguir no topo nesta nova aventura pela Juventus, mesmo longe da disputa semanal com o camisa 10 do Barcelona pelo protagonismo da Liga Espanhola.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos