Federação Francesa abre investigação contra PSG por racismo na base

Do UOL, em São Paulo

  • AP

A Federação Francesa de Futebol (FFF) divulgou comunicado nesta sexta-feira (9) para anunciar a abertura de uma investigação contra o Paris Saint-Germain.

O motivo, segundo a entidade, é a informação divulgada pelo site Football Leaks a respeito de práticas preconceituosas nas categorias de base do clube. Entre 2013 e 2018, o PSG criou quatro "categorias" para avaliar adolescentes candidatos a integrar times inferiores do clube: "francês" (branco), "do Norte da África", "das Antilhas" e "africano". O clube admitiu a prática.

Baseado em tais "graduações", o clube teria vetado em 2014 o recrutamento de Yann Gboho, meia negro da seleção sub-17 da seleção francesa. Nascido na Costa do Marfim, o jogador defende atualmente o time B do Rennes.

Leia também:

Segundo o comunicado, "a Federação Francesa de Futebol (FFF) apelou ao Conselho Nacional de Ética (CNE) no que diz respeito a alegadas práticas discriminatórias no recrutamento do centro de formação do Paris SG (...)".

"O CNE, depois de examinar o dossiê, terá o poder de se reportar ao Comitê Disciplinar da Liga de Futebol Profissional (LFP) para avaliar quaisquer consequências disciplinares", diz a nota.

Por fim, a FFF, em conjunto com a liga francesa, "lembra que o futebol carrega e defende valores da diversidade e da universalidade, e luta contra todas as formas de discriminação".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos