Topo

Futebol


Santos aposta em grana de Bruno Henrique e Copete pra levar "joia" do Goiás

João Henrique Marques e Samir Carvalho

DO UOL, em Santos (SP)

2019-01-22T04:00:00

22/01/2019 04h00

O Santos já faz planos de reforços com os 23 milhões da venda de Bruno Henrique ao Flamengo. E como um dos principais focos da diretoria está a jovem revelação do Goiás, o atacante Michael. O plano santista é o de fazer uma proposta pelo jogador de 22 anos e ainda envolver o colombiano Copete para facilitar a contratação.

Michael está há algum tempo no radar santista. Ele ganhou credibilidade no mercado nacional em 2018, quando marcou sete gols, deu nove assistências e foi a principal válvula de escape do time esmeraldino na campanha de acesso na Série B do Campeonato Brasileiro. O atacante tem mais três anos de contrato com o Goiás.

O Santos está ciente de que encontrará jogo duro com a diretoria do Goiás. O jogador já foi estipulado pelos dirigentes goianos com valor acima dos R$ 10 milhões.

A saída para baratear o custo é o empréstimo de Copete. A alternativa nasceu diante de um antigo interesse do Goiás em contar com o colombiano. A negociação, no entanto, apenas é comentada nos bastidores dos clubes, sem uma formalização realizada até o momento.

Copete esteve em baixa durante a temporada de 2018 e oscilou bastante tanto com Jair Ventura, como com Cuca durante o ano. Mesmo assim, o colombiano é considerado uma boa peça para compor o plantel santista e tem a seu favor uma versatilidade que lhe permite atuar também pela lateral.

Já possível chegada de Michael ao Santos agrada o treinador Jorge Sampaoli por conta da velocidade e habilidade do jogador demonstrada para atuar pelas pontas. O treinador aprecia jogadores da posição, e para o setor já acertou a vinda do atacante venezuelano Soteldo recentemente.

Os R$ 23 milhões da venda de Bruno Henrique chegará ao Santos em três parcelas ao final do ano. A expectativa na diretoria é de que o dinheiro sirva para contratar, ao menos, dois jogadores.

Um destino já certo para a verba é justamente o pagamento ao Wolfsburg-ALE pela compra de Bruno Henrique. O Santos tem uma dívida de 1.5 milhão de euros (aproximadamente R$ 6,8 milhões) a ser quitada em breve.

Mais Futebol