Topo

Futebol


Dani Alves diz que Neymar precisa de proteção: "não estão levando a sério"

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Paris (FRA)

2019-01-23T22:20:33

23/01/2019 22h20

Daniel Alves ficou assustado ao ver Neymar sair de campo com dores no pé direito na vitória do PSG por 2 a 0 diante do Strasbourg, na noite desta quarta-feira. A análise do lateral direito é de que isso acontece por conivência dos árbitros. A cobrança foi por punição à base de cartões e suspensões. 

"É reincidência e tem que ter providência. Se dão patada nele e não acontece nada, não estão levando a sério. Quem está à frente disso tem que tomar providência. Se não o jogador perde a oportunidade de lutar por coisas importantes", analisou Daniel Alves após o jogo.

"Não é uma coisa que acontece sempre aqui. Tem que tomar providência, dar cartão, tem que ser tratado com rigor. Volto a insistir que tem que proteger esse tipo de jogador diferente do futebol", insistiu.

No lance que ocasionou a dor no pé direito, Neymar sofreu uma série de pancadas. O jogador foi ao hospital com suspeita de lesão no mesmo local do pé direito operado no ano passado.

"Por isso que falo que às vezes tem que proteger esse tipo de jogar se não o futebol começa a ser chato. Você não pode fazer nada de diferente, e são eles que fazem as pessoas pagarem ingresso e temos que proteger isso", disse Daniel Alves.

O caso Neymar gerou preocupação em todos os jogadores e deixou o treinador Tuchel apreensivo justamente por ser no mesmo local da lesão passada. "Estou preocupado. Mesmo pé, mesmo metatarso. Não é normal receber tanta falta assim no mesmo lance", disse Tuchel.

Mais Futebol