Topo

Futebol


Torcedor-mirim do Flu rouba cena com Ganso: "calcanhar ou de fora da área?"

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/02/2019 04h00

O "delivery" de camisa não foi a única atração da apresentação de Paulo Henrique Ganso como jogador do Fluminense. Entre dezenas de tricolores que prestigiaram o evento no Maracanã, o pequeno Ricardo Mandelblatt, de oito anos, teve a honra de encerrar a entrevista com o novo camisa 10.

Leia mais:

Com os olhos fixos e em silêncio, o jovem tricolor acompanhou as palavras do meia, que esbanjou bom humor durante o evento. Quando recebeu da assessoria de imprensa do clube o microfone, Ricardo não quis saber de passagem pela Europa, atritos com Jorge Sampaoli ou posicionamento tático. Em poucas palavras, o garoto deu vazão à curiosidade da torcida:

"O seu primeiro gol vai ser de calcanhar ou de fora da área?".

Ganso riu, disse que gols de calcanhar são difíceis de serem marcados e ficou com a segunda opção. Ao fim, pegou Ricardo no colo e posou para muitas fotografias.

Tricolor por influência de toda a família, Ricardo ficou "famoso" ao receber o carinho do jogador durante a recepção dos torcedores no Santos Dumont. Após o gesto viralizar nas redes, Leonardo Mandelblatt, pai do menino, recebeu um contato de representantes do clube, que fizeram o convite à dupla.

"Ele não sabia que a gente vinha aqui. Peguei de surpresa na escola e o trouxe ao Maracanã. Ele estava acompanhando a negociação e ficou bastante feliz com o anúncio. Eu li a notícia de que ele ia chegar no aeroporto e ele pediu para irmos lá. O Ganso passou direto primeiro e voltou para cumprimentá-lo", disse Leonardo.

O contato do reforço com o tricolor foi recheado por carinho e expectativa. Além de Ricardo, dezenas de tricolores estiveram no Maracanã, tiraram fotos com o ex-santista e cantaram músicas com provocações ao rival Flamengo. À vontade, o atleta esbanjou otimismo:

"Prazer enorme vestir essa camisa, é um orgulho estar com ela. Espero fazer muitas coisas boas e dar muitas alegrias. As coisas já deram certo. Dentro de campo é consequência do que farei nos treinos. Estou feliz, leve e sem preocupações".

A torcida ainda terá de esperar um pouco para ver Ganso em ação. Como não houve tempo hábil, ele não está inscrito na primeira fase da Copa Sul-Americana. Sem atuar desde dezembro do ano passado, o agora tricolor deve ter alguns dias de trabalho até que atinja uma condição física desejável.

Mais Futebol