Topo

Após ter série invicta quebrada, Felipão tenta manter 100% no Pacaembu

Jogadores do Palmeiras durante treinamento neste sábado (9) - Marcello Zambrana/AGIF
Jogadores do Palmeiras durante treinamento neste sábado (9) Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

10/02/2019 04h00

O Palmeiras terá um trunfo especial para voltar às vitórias no Campeonato Paulista nesta segunda-feira (11), diante do Bragantino, pela sexta rodada: o Pacaembu. O estádio municipal tem sido palco de muito sucesso para o técnico Luiz Felipe Scolari nesta terceira passagem pelo clube. Ele buscará manter os 100% de aproveitamento que construiu no ano passado e, assim, se recuperar do revés para o Corinthians na rodada passada.

A derrota no clássico quebrou uma série invicta de 13 jogos de Felipão, contando todas as competições. A derrota anterior havia sido para o Boca Juniors, por 2 a 0, no jogo de ida das semifinais da Libertadores, em 24 de outubro. Depois daquele jogo, o Palmeiras foi eliminado com um empate no jogo da volta no Allianz Parque. O time também não perdeu mais no Brasileiro e foi campeão nacional.

No ano passado, Felipão comandou o Palmeiras no Pacaembu quatro vezes, com quatro vitórias. A equipe alviverde eliminou o Bahia nas quartas de final da Copa do Brasil ao ganhar por 1 a 0, e conseguiu outros três triunfos pelo Brasileirão: 3 a 1 sobre o Cruzeiro, 2 a 0 no Grêmio e 2 a 1 contra o Ceará.

Além de manter o aproveitamento perfeito, o técnico palmeirense terá a oportunidade de fazer o Palmeiras se recuperar na meta estabelecida internamente para o Paulistão. Felipão projetava ter 11 pontos após cinco rodadas, mas a derrota para o Corinthians deixou a equipe com dez. Ainda assim, o Verdão lidera o grupo B, com dois pontos de vantagem sobre o Novorizontino.

Em sua passagem anterior, entre 2010 e 2012, Felipão chegou a reclamar bastante do fato de o Palmeiras ser um time "itinerante", atuando em estádios como Pacaembu e Arena Barueri enquanto o Allianz Parque era construído. A partida contra o Bragantino será a primeira fora do estádio alviverde em 2019, por causa de um conflito de datas com shows do cantor inglês Ed Sheeran, marcados para quarta (13) e quinta (14).