Topo

Flamengo

Sobrevivente de tragédia no Flamengo recebe alta; apenas um segue internado

@Flamengo/Twitter
DeJuan Blair e Josh Huestis, do Austin Spurs, foram ao hospital visitar Francisco Dyogo, atleta do Flamengo Imagem: @Flamengo/Twitter

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-02-15T09:22:51

15/02/2019 09h22

Vítima do incêndio que atingiu o alojamento de parte das categorias de base no CT Ninho do Urubu, o atleta Francisco Dyogo recebeu alta hoje. Ele foi o segundo sobrevivente liberado do hospital, já que Cauan Emanuel já havia saído da internação.

Jhonata Ventura, que teve 30% do corpo queimado e foi resgatado em estado gravíssimo, segue em tratamento no setor de terapia intensiva do hospital Pedro II, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A Polícia Civil realizou nova perícia no CT Ninho do Urubu. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) estiveram no local para uma análise complementar nas instalações. A investigação sobre o incêndio que tirou a vida de dez meninos das categorias de base do Flamengo continua na 42 DPª do Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro.

Funcionários do clube prestaram depoimento ontem e outros são aguardados nos próximos dias, incluindo o ex-vice-presidente de patrimônio Alexandre Wrobel e demais diretores do CT. Os responsáveis pela instalação e manutenção dos contêineres também prestarão depoimentos.

Enquanto a investigação segue em curso e algumas pontas começam a se fechar para a Polícia, o Flamengo manteve a suspensão das categorias de base. A categoria sub-20, que voltaria na próxima semana, teve o retorno cancelado, já que a situação no Ninho do Urubu segue indefinida.

Com a proibição da entrada e permanência de crianças e adolescentes no local, o clube aguarda novo encontro com o Ministério Público para saber, de fato, o que será feito em relação ao centro de treinamento.

Caso não seja possível receber as categorias de base, o Flamengo terá de transferir os treinos. A sede da Gávea e o CFZ (Centro de Futebol Zico) são as possibilidades.

O Rubro-negro espera o aval dos órgãos responsáveis e busca as regularizações necessárias para que o CT Ninho do Urubu volte a receber os jovens e sirva como alojamento. Por enquanto, nem sequer os treinos são permitidos aos meninos, apenas para os profissionais e também sem serviço de hotelaria.