Topo

Sem sustos, Santos goleia o América-RN e avança na Copa do Brasil

Derlis Gonzalez, do Santos, carrega a bola em jogo contra o América-RN - Marcello Zambrana/AGIF
Derlis Gonzalez, do Santos, carrega a bola em jogo contra o América-RN Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

07/03/2019 23h24

O Santos venceu o América-RN na noite de hoje, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, por 4 a 0, em confronto válido pela segunda fase da Copa do Brasil. Os gols foram marcados por Derlis González, Jean Mota, Rodrygo e Felipe Aguilar.

Como a vaga na próxima etapa do torneio nacional era decidida em jogo único, o resultado classificou o Peixe para a terceira fase da competição. O adversário será o Atlético-GO.

A equipe do técnico Jorge Sampaoli volta a campo neste domingo, às 16h, quando tem pela frente o clássico contra o Corinthians pelo Campeonato Paulista. O Santos já está classificado por antecipação para as quartas de final do estadual.

Santos começa já levando perigo

O Santos começou já criando chances. Jean Mota roubou a bola no campo de ataque, e ela ficou para Soteldo, que bateu por cima. Depois, Derlis recebeu na direita e cruzou na medida para Sánchez cabecear no primeiro pau, já dentro da pequena área, e por pouco não abrir o marcador. Já perto dos 15 minutos, Soteldo cruzou na área, a zaga cortou parcialmente, e a bola ficou com Ferraz na entrada da área. Ele bateu com perigo por cima. Pouco depois, Rodrygo fez fila pelo lado esquerdo até a linha de fundo, mas o cruzamento foi alto demais.

Pituca vai para a lateral, e Santos abre o placar

Começando com Jean Mota na esquerda, o Santos tinha dificuldade em criar pelo setor. Assim, pouco depois dos 30 minutos, quando o América começava a igualar o jogo, Sampaoli inverteu e colocou Pituca na lateral. No primeiro lance, o gol saiu justamente por ali. Rodrygo fez bela jogada individual no meio do campo, a bola girou e chegou em Pituca na ultrapassagem. Ele cruzou, Sánchez cabeceou, e a zaga do América salvou no primeiro momento, mas no rebote Derlis não desperdiçou e fez 1 a 0.

América sai pro jogo e Santos amplia com Jean Mota

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Atrás no placar, o América foi aos poucos saindo para o jogo no segundo tempo e dando mais espaços para o Santos. Em uma jogada rápida, Derlis foi lançado na direita, cruzou rasteiro, e Sánchez perdeu gol incrível dentro da pequena área com o goleiro batido. Depois, o próprio uruguaio cabeceou com muito perigo e exigiu belíssima defesa de Ewerton, mas no rebote o Peixe deu sorte: o zagueiro tentou tirar, mas a bola bateu em Derlis, que não desistiu do lance, e sobrou do outro lado para Jean Mota só empurrar de peito para o gol.

Rodrygo inferniza a defesa e é o melhor em campo

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

O Menino da Vila deu trabalho para a defesa do América-RN. Ele protagonizou bons lances pela esquerda, fez fila até a linha de fundo em um lance, mas cruzou muito alto na sequência. No gol que abriu caminho para a vitória, ele veio buscar no pé dos zagueiros, fez uma linda jogada individual que desmontou a defesa adversária e, na sequência, a bola chegou para Pituca cruzar e Derlis marcar. No segundo tempo, deu caneta e uma cavadinha linda para Sánchez quase marcar. Depois foi premiado com belo passe de Derlis e teve precisão no chute cruzado para fazer 3 a 0.

Aguilar marca seu primeiro gol e transforma vitória em goleada

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Quase no fim do jogo, quando o Santos já tinha um jogador a mais em campo, ainda deu tempo do zagueiro colombiano Felipe Aguilar, destaque defensivo nas últimas partidas, marcar seu primeiro gol com a camisa do Peixe. Ele aproveitou cruzamento de Jean Mota para a área e, no segundo pau, completou para o fundo das redes para fechar o placar.

O pior: Alison

Amarelado nos primeiros minutos do jogo, o volante fez um jogo discreto e não conseguiu protagonizar a boa saída de bola que vem sendo característica de sua evolução com o técnico Jorge Sampaoli. O argentino precisou mudar o setor de meio-campo, trazendo Jean Mota para ajudar na saída, e o time melhorou. O volante saiu após o jogo estar decidido para a entrada de Jean Lucas, que acertou um belo chute de longe e parou na defesa de Ewerton.

Punido, Cueva fica fora, mas Santos não sente falta

O peruano Christian Cueva ficou fora da partida como punição pelo atraso no retorno aos treinos após o Carnaval. Apesar da pompa na contratação, o meia ainda não demonstrou o futebol esperado em campo, e o Peixe não sentiu sua falta. O venezuelano Soteldo substituiu o jogador e foi bem no jogo.

Wagner Leonardo estreia entre os profissionais

Após abrir 3 a 0 no placar, o técnico Jorge Sampaoli promoveu a estreia profissional do zagueiro Wagner Leonardo, de 19 anos. Cria das categorias de base do Peixe, o jogador foi um dos poucos destaques da campanha ruim da equipe na Copa São Paulo. Ele entrou na vaga de Gustavo Henrique e pode ter mais chances na reta final do Paulistão para poupar os dois zagueiros santistas que não entraram no rodízio promovido pelo argentino no time titular.

FICHA TÉCNICA
Santos 4 x 0  América-RN

Data: 7 de março de 2019 (quinta-feira)
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Arbitragem: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Tiago Augusto Kappes Diel (RS)

Amarelos: Alison, Gustavo Henrique e Derlis González, pelo Santos; Adenílson, Alison e Hiltinho, pelo América-RN

Vermelhos: Alison, pelo América-RN

Gols: Derlis González, aos 34 minutos do primeiro tempo, Jean Mota, aos 15 minutos do segundo tempo, Rodrygo, aos 24 minutos do segundo tempo, e Aguilar, aos 38 minutos do segundo tempo.

SANTOS: Everson; Victor Ferraz, Aguilar, Gustavo Henrique (Wagner Leonardo) e Jean Mota; Alison (Jean Lucas), Diego Pituca, Carlos Sánchez e Soteldo; Rodrygo (Eduardo Sasha) e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli

AMÉRICA-RN: Ewerton; Vinicius, Adriano Alves, Alison e Kaike; Leandro Melo, Adenilson, Hiltinho (Roger Gaúcho) e Diego (Alison Brand); Adriano Pardal e Jean Patrick (Murici). Técnico: Moacir Júnior