Topo

São Paulo

Vestiário envelopado integra plano do SPFC que pode se repetir na final

Divulgação/São Paulo
São Paulo envelopou vestiário do rival Imagem: Divulgação/São Paulo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2019-04-10T04:00:00

10/04/2019 04h00

Logo quando chegaram ao Allianz Parque, os jogadores do São Paulo se sentiram acolhidos. Mesmo com a pressão da torcida adversária e o tabu de nunca ter vencido o Palmeiras em sua nova casa, os tricolores tinham um motivo para estar à vontade no segundo jogo da semifinal. De acordo com o planejamento do departamento de comunicação do clube, funcionários tinham envelopado as paredes do vestiário do estádio alviverde.

"Isso fez a gente se sentir mais em casa, mais à vontade. Isso se refletiu dentro de campo também", elogiou Hudson, em entrevista para a SPFCTV.

Antes de colocar a ideia em prática, o departamento de comunicação entrou em contato com pessoas do futebol. O técnico Cuca, o executivo de futebol, Raí, e o gerente-executivo, Alexandre Pássaro, foram consultados e deram aval para a ação de marketing. Tudo, porém, foi mantido em segredo para que os jogadores não soubessem de nada antes e tivessem a surpresa ao ver parte do Allianz com as cores do Tricolor.

Como o vestiário do Palmeiras tem medidas parecidas com as do Morumbi, o São Paulo teve um pouco menos de trabalho na hora de separar o material para o envelopamento. Um funcionário foi destacado antes da partida para que fosse ao local e fizesse o serviço.

O São Paulo envelopou apenas a sala em que os jogadores trocam de roupa. As áreas reservadas para a comissão técnica e para o aquecimento dos jogadores têm paredes com as cores neutras e não foram envelopadas. O Tricolor também teve o cuidado de usar um material que não danificasse as instalações do adversário. No caso, após o jogo, os integrantes do departamento de comunicação fizeram a retirada do equipamento.

O Tricolor não descarta que uma nova estratégia como essa seja utilizada no segundo jogo da final do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, na casa do adversário. Lá, o São Paulo nunca conseguiu vencer o adversário. No entanto, o departamento de comunicação deve, mais uma vez, trabalhar em silêncio, para que os jogadores sejam novamente surpreendidos.