Topo

Botafogo

Volante do Botafogo acusa ato racista e torcedor do Juventude é detido

Vitor Silva/SS Press/Botafogo
Gustavo Bochecha acusou torcedor do Juventude de tê-lo chamado de "macaco" durante a partida em Caxias do Sul Imagem: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-04-12T10:43:00

12/04/2019 10h43

Um episódio grave ocorreu ontem (11) durante a partida entre Juventude e Botafogo, em Caxias do Sul (RS), pela terceira fase da Copa do Brasil. No segundo tempo, o volante Gustavo Bochecha, que estava no banco de reservas alvinegro, alegou ter sido chamado de "macaco" por um torcedor que se situava na arquibancada logo atrás dos assentos. Após um burburinho dos demais companheiros, o homem foi identificado e detido pela Polícia Militar gaúcha.

Técnico botafoguense, Zé Ricardo diz não ter ouvido, mas lamentou o episódio:

"Fizeram muita pressão ali no banco. Eu não ouvi, mas parece que um torcedor o agrediu verbalmente. Situação que a gente esperava que não acontecesse mais no futebol brasileiro e mundial".

Em seu site oficial, o Juventude repudiou a atitude do torcedor e ressaltou que ajudou na identificação dele junto aos policiais:

"Dadas as acusações de um atleta do Botafogo de Futebol e Regatas em relação a insultos descabidos por parte de um torcedor, o Esporte Clube Juventude salienta que não compactua com nenhum tipo de ato discriminatório.

Ao tomar conhecimento do fato, o Esporte Clube Juventude prontamente se mobilizou juntamente com a Polícia Militar para que fosse realizada a identificação do torcedor. O mesmo foi identificado e conduzido ao posto do Juizado Especial Criminal, que, costumeiramente, atua com plantão no estádio Alfredo Jaconi em dias de jogos.

O Esporte Clube Juventude reitera que atitudes individuais e isoladas não representam a postura da torcida e do clube".

Gritos homofóbicos no tiro de meta

Os atos preconceituosos não ficaram isolados somente na atitude deste homem. Durante toda a partida, sempre que o goleiro do Botafogo, Gatito Fernández, se ajeitava para a cobrança de tiro de meta, torcedores do Juventude entoavam os gritos de "bicha".

Vale ressaltar que a Fifa prevê punições para clubes que presenciem tais atos em suas partidas.

No campo e bola, o Juventude venceu o Botafogo por 2 a 1 e avançou para a quarta fase da Copa do Brasil. Seu próximo adversário será conhecido após sorteio realizado pela CBF, hoje, às 11h.