Topo

Atlético-MG

Por que o Atlético-MG ficou sem Tiago Nunes mesmo com "oferta milionária"?

Gabriel Machado/AGIF
Tiago Nunes recusou oferta do Atlético-MG e seguirá no Athletico Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Napoleão de Almeida e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo e Belo Horizonte

2019-04-13T04:00:00

13/04/2019 04h00

Mesmo com uma "oferta milionária", de acordo com a diretoria do Athletico, o Atlético-MG não conseguiu contratar Tiago Nunes. Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo, foi o responsável por assegurar a permanência do técnico na Arena da Baixada. Mas por que o técnico recuou depois de se animar com a ótima proposta dos mineiros?

O UOL Esporte apurou que o primeiro motivo foi a ideia dos paranaenses de reajustarem o salário do treinador de 39 anos. O técnico recebia R$ 120 mil por mês no CT do Caju. No entanto, depois da procura alvinegra, terá o seu vencimento ampliado para seguir em Curitiba.

O acordo foi firmado depois de uma conversa do técnico com Mario Celso Petraglia na tarde de ontem. Na ocasião, o comandante falou sobre o desejo de mudança para Belo Horizonte, onde receberia sozinho R$ 240 mil por mês, além de mais R$ 160 mil mensais para bancar os membros de sua comissão.

A procura a Tiago Nunes foi feita por Rui Costa, substituto de Marques no cargo de diretor de futebol. O treinador se animou com a chance de trabalhar novamente ao lado do executivo. Porém, mudou de ideia depois da conversa que teve com Petraglia. Além do reajuste, o técnico teve uma promessa de maior valorização do plantel em caso de manutenção da atual gestão na Arena da Baixada. Haverá eleição ainda este ano no clube.

Mesmo com um elenco que faz boa campanha na Libertadores, o Athletico-PR contará com a chegada de novos reforços para cumprir a promessa de Petraglia ao comandante. Eles devem chegar para as oitavas de final da competição internacional.

O momento na equipe é outro ponto que pesou a favor da permanência em Curitiba. Tiago Nunes é atual campeão da Copa Sul-Americana e tem dois torneios em disputa no ano: a Copa Suruga e a Recopa Sul-Americana. O técnico que sonha em chegar ao futebol europeu crê que vencê-los é importante para chamar a atenção de clubes estrangeiros.

No Atlético-MG, Nunes teria que recomeçar um trabalho, o que seria mais complicado, principalmente após a demissão de Levir Culpi. O técnico deixou a Cidade do Galo por conta da péssima campanha na Copa Libertadores da América.