Topo

Futebol


Arana se desculpa por ataque ao Palmeiras e canto homofóbico contra o SP

Arthur Sandes e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/04/2019 14h50

O lateral Guilherme Arana, ex-atleta do Corinthians e que atua no Sevilla, da Espanha, se arrependeu do polêmico vídeo divulgado em sua conta no Instagram com provocações a palmeirenses e são-paulinos. Em contato com o UOL Esporte, o jogador se desculpou em nota oficial, principalmente, por ter entoado um canto homofóbico contra o São Paulo, adversário do Timão na final do Campeonato Paulista.

"Gostaria de esclarecer o vídeo que fiz no domingo. Falei coisas que não deveria e isso não irá se repetir. Estava na comemoração do meu aniversário com amigos, de fato passei dos limites e peço desculpas a quem tenha se sentido ofendido", disse Arana.

"Acabou sendo uma brincadeira de mau gosto e isso não se repetirá. Espero que a final do campeonato paulista seja uma grande festa e com muita paz", completou.

Arana fez a provocação em uma transmissão em vídeo ao vivo com seus amigos. Nas imagens, Arana usa o hino do São Paulo para fazer uma paródia homofóbica: "Oh Tricolor, time de v...". Ele e os amigos, então, caem na gargalhada. No mesmo vídeo, o atleta ataca o Palmeiras e ao fazer uma referência ao período que o time não vence o Campeonato Paulista.

"Dez anos, dez anos, que não ganha o 'Paulistinha'", cantou Arana e os amigos.

O Corinthians entra em campo no domingo, às 16h (de Brasília), para enfrentar o São Paulo pelo segundo jogo da final do Campeonato Paulista. A partida de ida terminou empatada sem gols, no último domingo, no Morumbi. Em caso de novo empate, o título será decidido nos pênaltis. Quem vencer por qualquer placar no "tempo normal" levanta o troféu.

Mais Futebol