Topo

De craque e candidato a Copa a esquecido: Jailson busca chance no Palmeiras

Jailson tem recebido poucas chances no Palmeiras - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Jailson tem recebido poucas chances no Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Danilo Lavieri e Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

16/04/2019 04h00

Em abril de 2018, Jailson foi eleito o melhor jogador do Campeonato Paulista, tanto na escolha dos especialistas quanto no voto popular. Nem mesmo a derrota na final diante do Corinthians foi o suficiente para tirar do atleta o prêmio individual. Um ano depois, o goleiro que chegou até a movimentar enquetes pelo país sobre o merecimento de uma vaga na seleção brasileira vive com poucas chances no Palmeiras.

Naquela época, jornais, programas de televisão e de rádio discutiam a possibilidade de Tite levar o atleta palmeirense para a Copa do Mundo. O debate, inclusive, gerou até resposta de Fábio, do Cruzeiro, que nunca escondeu a decepção na busca por uma chance de vestir a amarelinha.

O panorama sofreu uma mudança radical. Com contrato renovado até dezembro deste ano, Jailson entrou em campo apenas duas vezes e, agora, amarga o rótulo de terceira opção na posição, atrás de Weverton e Fernando Prass, que jogaram 11 e sete vezes, respectivamente.

Ele só entrou mais em campo do que Arthur Cabral, Vitão e Léo Passos, que jogaram apenas uma vez. Em minutos, ele também ficou mais em campo do que Jean e Hyoran.

A situação dentro de campo não tira do goleiro a irreverência que virou sua marca registrada no dia a dia. Nos poucos minutos em que a imprensa tem acesso à Academia de Futebol para os treinos, é possível ver Jailson sempre muito bem-humorado. Ele é um dos atletas mais queridos de todo o grupo.

Com um dos vencimentos mais baixos na folha salarial mais cara do país, ele também não representa um problema financeiro para a diretoria, diferentemente de casos como o de Lucas Lima, por exemplo, que vive péssima fase e tem um dos maiores custos do elenco.

Um dos protagonistas da conquista do Brasileirão de 2016 com a lesão de Prass, Jailson enfrenta algumas restrições físicas e precisa de treinos especiais em determinados momentos da temporada.

Foi justamente pelo alerta do departamento médico em relação a essas limitações, inclusive, que a diretoria acelerou a chegada de Weverton, convocado recentemente para a seleção.

Apesar disso, o planejamento inicial do Alviverde ainda é renovar com Jailson por mais uma temporada. Na avaliação atual, o atleta de 37 anos ainda tem condições de atuar em alto nível.