Topo

São Paulo

Hernanes destaca evolução do SPFC até a final: "Éramos a escória do mundo"

saopaulofc.net
Hernanes, meia do São Paulo Imagem: saopaulofc.net

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2019-04-17T10:53:15

17/04/2019 10h53

Ao disputar a final do Campeonato Paulista, o São Paulo acabou com a desconfiança de muita gente. Após a eliminação precoce na Copa Libertadores e a pior campanha entre os classificados para as quartas de final do estadual, poucos acreditavam que o time poderia decidir o título contra o Corinthians. Tal recuperação foi destacada por Hernanes, que deve ser utilizado neste domingo, na Arena.

"Se a gente pensar um pouco, há um mês, éramos a escória do mundo. Agora, vamos poder disputar um jogo importante e podemos gravar o nome na história do São Paulo. Isso é para mostrar como a vida e o futebol são dinâmicos e como não podemos desistir nunca. O título daria uma grande confirmação de que o que fizemos até aqui é certo. Daria um gás para o restante do ano", disse Hernanes.

Recuperado de lesão na coxa esquerda, o meio campista busca ritmo de jogo e um melhor condicionamento. Neste domingo, ele deve ser utilizado no lugar de Liziero, que sentiu dores na coxa esquerda antes do primeiro duelo da decisão, sendo submetido ao exame médico e constatada uma pequena alteração na região.

"A posição que eu entrei foi a que o Liziero desempenhou. O que muda é somente a interpretação minha e a dele. Ele tem uma característica mais de toque de bola, de armação de jogada, que também tenho. Mas a minha característica principal é a de chute de fora da área. Então, me aproximo um pouco mais do gol. Mas a posição de fato não mudou, porque o time estava no 4-3-3. Então, somente a questão da interpretação", analisou o Profeta.

Confira mais alguns trechos da entrevista de Hernanes:

Polêmicas com o Corinthians

Estou preocupado e focado somente dentro do jogo nas quatro linhas. O jogo fora das quatro linhas não desrespeita a nós. A diretoria se posicionará se é que vai ter a necessidade. Nós temos que nos concentrar somente dentro das quatro linhas.

Semana de trabalho

Quanto à condição física, a semana ajuda mas não é o suficiente. Foram quatro semanas sem jogar, e ainda sem poder treinar em alto nível. A condição vai melhorar, com certeza. Mas somente os jogos e um pouco mais de jogos permitirão que eu alcance os 100%. Estamos melhorando, evoluindo.

O que faria se fosse o Cuca

Por questão de destino, infelizmente ou felizmente, sou o Hernanes e não o Cuca. Então, vou me condicionar e colocar à disposição para que o Cuca tenha a liberdade de escolher. Mas o que importa, isso que é o legal, quem chegou aqui até a final, não foi uma pessoa. O grupo está fortalecido, quem começar jogando estará apto para ajudar e dar uma contribuição para o São Paulo, quem sabe conseguir uma conquista.