Topo

Vasco

"Gostava muito do Alberto", diz Castan sobre demissão de Valentim no Vasco

Carlos Gregório Jr / Vasco.com.br
Zagueiro Leandro Castan lamentou a demissão do técnico Alberto Valentim no Vasco Imagem: Carlos Gregório Jr / Vasco.com.br

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-04-22T16:35:03

22/04/2019 16h35

Capitão da equipe do Vasco, o zagueiro Leandro Castan lamentou a demissão do técnico Alberto Valentim após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, ontem, que culminou no vice-campeonato carioca da equipe. Em sua avaliação, o treinador fazia um bom trabalho no clube.

"Eu fico triste porque gostava muito do Alberto. Acho que ele fez muitas coisas boas por aqui. Pegou o clube em uma situação difícil no ano passado. Este ano a gente estava um pouco desacreditado, mas conseguimos começar bem o ano conquistando a Taça Guanabara com 100%. Mas os resultados não vieram e futebol é resultado. Quem está no dia a dia sabe que o trabalho foi bem feito. Independentemente do resultado, vamos guardar as coisas boas. Fiquei muito feliz de trabalhar com ele, desejo toda sorte do mundo para a carreira. Acho que tem um futuro promissor", disse.

Antes de ser demitido, Valentim acumulou alguns atritos com o elenco, principalmente com o meia Thiago Galhardo, que acabou sendo afastado pela diretoria e negocia sua rescisão. Castan, porém, não quis entrar nesse mérito:

"Não tenho como falar das relações dos outros (com Valentim). Eu não gosto de fofoquinha. Os resultados não foram aqueles que a gente esperava, que era o título carioca. E quando não se conquista alguma coisa, algo está errado. Não acho que ele seja o principal culpado. Nós, jogadores, também temos que assumir a responsabilidade, senão é muito fácil, toda vez que acontecer alguma coisa troca de treinador. Agora é hora de todo mundo colocar a cara e quarta-feira temos mais um jogo pela frente para tentar reverter outro resultado difícil. Então cabe a nós também".

O Vasco enfrenta o Santos nesta quarta-feira (24) em São Januário pelo jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Como perdeu o primeiro duelo por 2 a 0, precisará vencer por três gols de diferença para ficar com a vaga. Caso vença por dois, a decisão irá para os pênaltis.