Topo

Copa do Mundo Feminina - 2019


Marta rebate Emily Lima: 'Sempre que tem oportunidade, ela ataca'

Rener Pinheiro / MoWA Press
Imagem: Rener Pinheiro / MoWA Press

Ana Carolina Silva

Do UOL, em Valenciennes (França)

17/06/2019 13h53

Marta deixou claro hoje (17) que não gostou de declarações recentes de Emily Lima, ex-treinadora da seleção brasileira feminina de futebol. O assunto: a condição física da camisa 10 na Copa do Mundo de 2019, na França.

"Sem dúvida alguma, ela não estava acompanhando o meu trabalho na minha equipe. O Orlando Pride fez seis jogos na liga (dos EUA), antes de as atletas todas serem liberadas para suas respectivas seleções. Eu fui uma das que mais jogou. Foi uma declaração sem conhecimento nenhum, mas vindo dela, eu já esperava isso. Sempre que ela tem oportunidade, ela ataca, e ataca muito mais desmerecendo um trabalho que a gente faz", disparou Marta ao ser questionada pelo UOL Esporte em entrevista coletiva.

Em participação no programa "No Ângulo" antes da partida Brasil 2 x 3 Austrália da última quinta-feira (13), Emily disse que a possibilidade de Marta ter sido convocada sem estar em sua melhor condição física era motivo de preocupação. Na vitória por 3 a 0 sobre a Jamaica na estreia, a atacante não entrou em campo.

"Quero acreditar que ela foi convocada 100% para estar na Copa do Mundo. Acredito muito nisso. Se ela foi convocada já com algum tipo de lesão, só para estar no grupo, eu não vejo isso positivo. Essa é a minha opinião", disse Emily, atualmente à frente da equipe feminina do Santos.

"Se eu estivesse lá e ela estivesse machucada, eu preferiria uma que estivesse 100%. Porque Copa do Mundo é Copa do Mundo: você olhou para o banco, tem que ser para resolver, não pode ser só mais uma. A gente não pode dizer ao certo, porque eu não tenho nenhuma documentação médica dela, só eles mesmo para dar essa certeza, mas acredito que, nessa primeira fase, eles vão tentar recuperá-la para, na segunda fase, ela vir forte", acrescentou.

"Só levaria a Marta se ela estivesse 100%", diz Emily Lima

UOL Esporte

Em entrevista coletiva hoje, Marta externou seu descontentamento. A jogadora, que sofreu uma lesão no músculo bíceps femoral no dia 25 de maio, reclamou em entrevista coletiva sobre a declaração "sem conhecimento nenhum" de Emily Lima.

"Eu estou bem. É claro que, quando a gente fica três ou quatro dias sem fazer treinamento intensivo, você sente. Mas vocês puderam sentir um pouquinho a minha vontade, a minha garra, o meu desempenho contra a Austrália, que é uma das equipes tops. Tenham certeza de que, independentemente de eu ter perdido alguns treinos, estou sempre pronta para desempenhar o meu melhor dentro de campo", acrescentou.

O Brasil volta a campo amanhã para enfrentar a Itália pela terceira rodada do Grupo C. O jogo acontece no Stade du Hainaut, em Valenciennes, às 16h (horário de Brasília). As italianas lideram a chave com seis pontos, contra três das brasileiras.

Mais Copa do Mundo Feminina - 2019